Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Joca morreu, eu não vou conseguir pegar ele de volta”, afirma tutor do cão morto em voo

    Veterinário do cachorro, havia dado um atestado indicando que o animal estava apto a viajar pelo período de duas horas, mas com a falha da companhia aérea, Joca ficou 7 horas no trajeto

    Tutor retorna ao Aeroporto de Guarulhos e descobre que o cachorro Joca havia morrido durante viagem
    Tutor retorna ao Aeroporto de Guarulhos e descobre que o cachorro Joca havia morrido durante viagem Reprodução/Instagram

    Bianca Camargoda CNN

    São Paulo

    O tutor do cão Joca, de cinco anos, que morreu durante o transporte aéreo feito pela Gol Linhas Aéreas, João Fantazzini, em entrevista à CNN nesta terça-feira (23), disse que se sente impotente por não estar perto do bichinho.

    “O Joca morreu, eu não vou conseguir pegar ele de volta”, afirma Fantazzini.

    Segundo João, o veterinário do golden retriever, havia dado um atestado indicando que o animal estava apto a viajar pelo período de duas horas, mas com a falha da companhia aérea, o cão Joca ficou 7 horas no trajeto.

    “São os nossos filhos, sabe e a gente ama tanto a gente procura sempre bem-estar dele e a gente imagina que é um avião pode ser isso? Eles não cuidaram do Joca momento algum. Em nada”, diz João.

    O cachorro embarcou nesta segunda (22), de Guarulhos para o aeroporto de Sinop, no Mato Grosso, onde encontraria seu tutor, mas acabou sendo transportado para Fortaleza, no Ceará, devido ao que a empresa definiu como uma falha operacional.

    Cão Joca, de 4 anos, morto após transporte aéreo / Reprodução/Instagram

    Após ser informado do erro, quando desembarcou em Sinop, o tutor de Joca, o engenheiro João Fantazzini, optou pro regressar ao Aeroporto de Guarulhos para se encontrar com o bichinho, que foi posteriormente alocado em uma aeronave na capital cearense com destino a São Paulo.

    Os funcionários da companhia aérea gravaram imagens do animal no momento do embarque, que teriam sido enviadas ao passageiro.

    Ainda segundo a Gol, após o pouso no Aeroporto de Guarulhos, os colaboradores da companhia foram “surpreendidos pelo falecimento do animal”.

    “Não levem seus cachorros não coloquem eles nessas caixas porque o Joca morreu sozinho. Não façam isso para que vocês não tem a sensação de vocês. Tem que pedir perdão para ele [Joca]”, afirma o tutor do golden retriever.