Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Justiça do Trabalho de Pernambuco bloqueia passaporte de Joelma

    A decisão também proíbe a saída da artista do território brasileiro. Cantora tem dívida trabalhista com ex-empresário

    Joelma
    Joelma Anderson Torres/@joelmaareal/Instagram/Reprodução

    Luan Leãoda CNN*

    São Paulo

    A cantora Joelma está impedida de sair do país. Ela teve o passaporte suspenso após uma decisão da 11ª Vara do Trabalho de Recife, na terça-feira (19), em um processo movido por um ex-empresário da artista.

    Na decisão, o juiz Gustavo Augusto Pires de Oliveira afirmou haver “frustração reiterada de medidas executivas para satisfação do crédito”, listando que foram realizadas buscas de bens e imóveis de Joelma para o cumprimento de uma decisão de janeiro de 2021 para indenizar o ex-empresário da cantora em valores próximos a R$ 1 milhão.

    “A conduta da executada revela total descompromisso com a cooperação e o manifesto intuito de obstaculizar os meios executórios impostos em seu desfavor, escondendo-se do Poder Judiciário ao tempo em que segue ostentando padrão elevado de vida decorrente da sua fama”, argumenta o magistrado.

    Pelo despacho, a Polícia Federal foi oficiada para a cantora ser impedida de sair do país, além do bloqueio do passaporte e proibição de emissão de um novo passaporte. Caso a artista estivesse em outro país, as restrições ficariam pendentes até o retorno.

    A CNN tentou contato com a assessoria de Joelma, que enviou nota abaixo.

    “Diante dos recentes acontecimentos envolvendo o nome da renomada cantora Joelma Mendes, Urbano Vitalino Advogados, Escritório que a representa, vem a público esclarecer importantes aspectos no que diz respeito à restrição judicial de seu passaporte devido a dívidas trabalhistas da banda em que atuou.

    Desde logo, informamos que, em menos de 48 horas, a referida decisão foi revertida após comprovação cabal de que tais débitos não têm relação direta com a artista. As dívidas remontam a um período da carreira da banda em que Joelma não exercia qualquer controle sobre sua administração financeira. A desembargadora que analisou o caso escreveu que “numa primeira análise dos autos, reputo que se afigura desproporcional e desnecessária a medida extrema adotada pela autoridade dita coatora”.

    Joelma expressa sua gratidão pelo apoio inabalável de seus fãs e ratifica a sua confiança de que as questões serão resolvidas de forma justa pelo Poder Judiciário. A Artista seguirá focada em sua exitosa carreira, sem esquecer de cuidar do bem estar de sua equipe.”

    (*Sob supervisão de Felipe Andrade)

    Tópicos

    Tópicos