Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Litoral de São Paulo tem alerta para fortes chuvas, diz Inmet

    Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, o alerta vale para os próximos cinco dias

    Inmet prevê forte chuva no litoral de SP
    Inmet prevê forte chuva no litoral de SP Reprodução/Inmet

    Maria Clara AlcântaraVictor Aguiarda CNN

    O litoral de São Paulo será atingido por fortes chuvas entre esta sexta (12) e a próxima quarta-feira (17), de acordo com um alerta emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    Segundo o Inmet, a ocorrência de grandes volumes de chuva na região durante os próximos dias se deve ao aumento da convergência de umidade sobre a área, que engloba o sul e sudoeste de Minas Gerais e o centro-sul do Rio de Janeiro, além do litoral paulista.

    “A combinação de calor, alta umidade do ar e um cavado (área alongada de baixa pressão) em níveis médios e baixos da atmosfera vai potencializar as áreas de instabilidade e provocar chuvas intensas”, informou o instituto.

    Ainda segundo as informações divulgadas pelo Inmet, a previsão é de que os volumes diários de chuva fiquem em torno dos 100 milímetros, especialmente na região de divisa entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais.

    No caso de São Paulo, uma frente fria também irá avançar sobre o litoral a partir do sábado (13), aumentando a convergência de umidade sobre a região, que inclui o Vale do Paraíba e a Serra da Mantiqueira, onde devem ser registrados cerca de 200 milímetros de chuva, podendo chegar a 300. Segundo o Inmet, esse padrão deve se manter pelo menos até segunda-feira (15).

    Chuvas têm causado danos em São Paulo

    No começo desta semana, São Paulo já enfrentou fortes chuvas e rajadas de ventos. Na terça-feira (9), um homem morreu eletrocutado após um fio energizado cair na rua Pedro de Toledo, no bairro Moema, zona sul da cidade.

    De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, foram registrados 186 chamados para queda de árvores e um chamado para desmoronamento, até as 18h15 desta terça. No caso dessas ocorrências, não houve vítimas.

    A falta de energia também foi problema para milhares de paulistanos. Em comunicado, a Enel, empresa responsável pela geração e distribuição de energia em São Paulo, informou que, na segunda (8), as rajadas de ventos chegaram a 76 km/h. Na terça, os ventos chegaram a atingir 96 km/h em alguns pontos da cidade de São Paulo, o que prejudicou a rede e ocasionou as quedas de energia.