Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Marido de Ana Hickmann, Alexandre Correa desiste de ação de divórcio, diz advogado

    Pedido da apresentadora segue valendo na vara da família

    A apresentadora Ana Hickmann e o marido Alexandre Correa
    A apresentadora Ana Hickmann e o marido Alexandre Correa Reprodução/Redes Sociais

    Duda CambraiaElis Francoda CNN

    Em São Paulo

    O empresário Alexandre Correa, marido da apresentadora Ana Hickmann, desistiu da ação de divórcio contra a ex-modelo. À CNN, Enio Martins Murad, advogado de Correa, disse que a decisão foi um “gesto de pacificação”.

    Dias após Ana Hickmann ter registrado um boletim de ocorrência contra o marido, ambos entraram com pedidos de divórcio. A apresentadora fez o pedido pela 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar, com base na Lei Maria da Penha, que foi negado.

    Com isso, o juiz responsável pela decisão determinou a imediata remessa dos autos a uma Vara de Família. Assim, ambos os pedidos de divórcio ficaram no mesmo departamento.

    Segundo o advogado de Alexandre Correa, o pedido de Ana Hickmann segue em vigor. O empresário decidiu recuar para “deixar a Ana entrar com esse tema”. A defesa ainda explica que não faria sentindo manter dois processos na mesma vara. “Alexandre não quer mais briga”, complementa.

    Entenda o caso

    A apresentadora registrou um boletim de ocorrência contra Correa no dia 11 de novembro. Ela disse ter sido agredida por ele na casa da família em Itu, no interior de São Paulo.

    Hickmann disse à polícia que estava conversando com o filho, de 10 anos, na cozinha da casa quando Correa ouviu e não gostou do assunto. Por isso, ele iniciou uma discussão. A criança, assustada, teria saído correndo do ambiente, segundo ela.

    Correa teria empurrado a esposa contra a parede e ameaçado dar cabeçadas nela, de acordo com informações que constam no boletim de ocorrência. Ele negou as acusações nas redes sociais.

    Durante a discussão, Correa teria fechado a porta da cozinha, atingindo Hickmann, segundo consta no boletim. Ela usou a situação para trancar o marido fora do cômodo e chamar a Polícia Militar, mas o empresário não estava mais no local quando os agentes chegaram.

    Na delegacia, ao prestar depoimento e registrar o boletim por agressão, Hickmann recusou as medidas protetivas previstas na Lei Maria de Penha.