Médica picada por cobra em cachoeira no MT é diagnosticada com Covid-19

Dieynne Saugo foi transferida do Complexo Hospitalar Jardim Cuiabá, no Mato Grosso, para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo

Henrique Andrade*, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A médica Dieynne Saugo, picada por uma cobra no último fim de semana, testou positivo para o novo coronavírus. A informação foi divulgada pela irmã de Dieynne, Nathalia, na noite desta sexta-feira (4).

Pelo Instagram, Nathalia disse que a médica fez o teste após chegar ao hospital Albert Einstein, em São Paulo na última quinta-feira (3). Ainda segundo a irmã, Dieynne realizou cirurgia, mas teve um sangramento no braço. Na última atualização, Nathalia informou que estado de saúde da médica já foi estabilizado pela equipe médica.

Dieynne está internada após ter sido picado por uma cobra no último domingo (31), durante um passeio na Cachoeira Serra Azul, em Nobres, no Mato Grosso.

Dieynne foi internada na UTI de um hospital particular em Cuiabá (MT) após a ocorrência e foi submetida a uma cirurgia na terça-feira (1º), no Complexo Hospitalar Jardim Cuiabá.

Leia também:
Cobras de 2,5 metros caem do forro em casa na Austrália; veja fotos
Cobras voadoras? Veja como elas conseguem deslizar pelo ar

No entanto, ela precisou ser transferida para o Hospital Albert Einstein na noite de quinta-feira (3) para tratamento especializado. Segundo a irmã de Dieynne, a mudança foi necessária pois os leitos da área estavam lotados no hospital de Cuiabá.

Para arcar com os custos do tratamento, a família da médica começou uma vaquinha online. Da meta de R$ 300 mil, já foi arrecadado R$ 108 mil.

(*Estagiário. Com supervisão de Mylene Guerra)

Mais Recentes da CNN