Metrô de SP testa câmera que mede temperatura e verifica utilização de máscaras

Iniciativa busca checar se o passageiro está infectado com o novo coronavírus

Monitor mostra a temperatura dos passageiros na estação Sé
Monitor mostra a temperatura dos passageiros na estação Sé Foto: Divulgação / Metrô de SP

Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O governo de São Paulo começou a testar uma tecnologia que mede a temperatura corporal e verifica se o passageiro está utilizando máscara dentro das estações do Metrô na capital paulista. Nessa quinta-feira (2), o sistema foi implementado na estação Sé, da Linha 1-Azul.

A tecnologia promete checar cerca de duas mil pessoas por minuto, por meio de uma câmera colocada em frente à linha de bloqueio da estação.

Assista e leia também:

Bolsonaro sanciona com vetos lei que obriga uso de máscaras em locais públicos

Tire suas dúvidas sobre a multa para quem não usar máscaras em São Paulo

Saiba como funcionará a fiscalização para quem não usar máscaras em SP

O uso de máscaras dentro das estações é obrigatório e, portanto, quando for verificado algum passageiro sem a proteção, o funcionário deve orientá-lo a respeito.

No caso da temperatura, quando alguém passa pelas câmeras com mais de 37,5ºC, é emitido um alerta e o funcionário do Metrô pode encaminhá-lo ao posto de saúde mais próximo.

Por enquanto, não há previsão da utilização efetiva do equipamento, que ainda está em fase de testes. Segundo o Metrô, a expectativa é implementar programas como esse em outras estações, por meio chamamento público às empresas que tenham tecnologias e propostas semelhantes.

Mais Recentes da CNN