Milícias controlam 57% do território da cidade do Rio de Janeiro, diz pesquisa

Segundo levantamente da UFF e USP, cerca de 3,7 milhões de cariocas vivem em regiões controladas pela milícia

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O controle territorial das milícias na cidade do Rio de Janeiro já é maior que o do tráfico de drogas, segundo estudo do feito pelo Grupo Estudos dos Novos Ilegalismos da UFF (Universidade Federal Fluminense), o aplicativo Fogo Cruzado, o NEV-USP (Núcleo de Estudos da Violência da USP, a plataforma Pista News e o Disque-Denúncia.

O levantamento divulgado nesta segunda-feira (19) mostrou que as milícias controlam atualmente 57,5% do território da capital fluminense. 25,2% do território está em disputa, 15,4% está sob controle do tráfico e apenas 1,9% não sofre influência de grupos criminosos.

Leia também

Séries Originais aborda hoje violência, milícias e facções criminosas no RJ

‘Polícia brasileira atua a partir de viés preconceituoso e racista’, diz Anistia

RJ: Polícia cumpre 103 mandados em operação contra milícia da Baixada Fluminense

Policiais cumprem mandados de prisão em operação contra milícias
Operação visa desestabilizar uma quadrilha de milicianos que age na região da Baixada Fluminense e na zona oeste do RJ
Foto: Divulgação – 24.set.2020 / Polícia Civil do RJ

A área controlada pelas milícias já é, combinada, maior do que a das três facções criminosas que atuam no Rio de Janeiro: o Comando Vermelho, Amigos dos Amigos e Terceiro Comando Puro. 

A pesquisa analisou um total de 37.883 denúncias que mencionam a ação de milícias ou facções do tráfico de drogas, recebidas pelo Disque-Denúncia em 2019.

Mais Recentes da CNN