Ministério Público cobra medidas urgentes da Saúde contra a pandemia

O documento foi elaborado após o Brasil viver sua pior semana na pandemia, com recorde de mortes em 24h

Mathias Brotero, da CNN em Brasília

Ouvir notícia

 O Ministério Público enviou nesta sexta-feira (6) para o procurador-geral da República, Augusto Aras, um documento assinado por procuradores de 24 estados e Distrito Federal com uma série de recomendações ao Ministério da Saúde para que o sistema de saúde brasileiro não entre em colapso com o avanço da pandemia no país.

O documento foi elaborado após o Brasil viver sua pior semana na pandemia, com recorde de mortes em 24h e diversos estados do país com ocupação de leitos de UTI acima de 80%.

Uma das demandas dos procuradores é que o Ministério da Saúde dê apoio para ampliar a vacinação, dando subsídio para que estados e municípios tenham acesso a vacinas aprovadas pela Anvisa ou outra agência reguladora do exterior.

 

O documento também aconselha a pasta da Saúde a monitorar os estoques de insumos, como cilindros de oxigênio, para evitar a lotação de UTIs. Indicam também que devem ser disponibilizadas verbas extraordinárias para o combate à Covid-19

Os procuradores exigem que a pasta formule um método para avaliar a situação da pandemia estado por estado e entender as demandas de cada local, além de aumentar a vigilância sanitária em portos, aeroportos, fronteiras e divisas, até mesmo, de estados e municípios.

O Ministério da Saúde tem cinco dias para responder se vai acatar as recomendações. Procurada pela reportagem da CNN, a pasta não respondeu.

Fachada Ministério da Saúde
Foto: Divulgação

(Publicado por Bruna Baddini)

 

Mais Recentes da CNN