Monique já foi até enforcada por Dr. Jairinho, diz defesa da mãe de Henry

Advogados afirmam que ela sofria “rotina de agressões”

O menino Henry Borel ao lado da mãe, Monique Medeiros; polícia investiga ela e padrasto, o deputado Dr. Jairinho, pela morte da criança
O menino Henry Borel ao lado da mãe, Monique Medeiros; polícia investiga ela e padrasto, o deputado Dr. Jairinho, pela morte da criança Foto: Reprodução/CNN Brasil

Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Os advogados da mãe de Henry Borel afirmaram à CNN, nesta terça-feira (20), que Monique Medeiros era agredida “rotineiramente” pelo namorado e vereador Dr. Jairinho (sem partido). De acordo com eles, as agressões aconteceram no mesmo apartamento onde a professora e o filho de 4 anos viviam com o parlamentar. 

O menino Henry Borel morreu na madrugada do dia 8 de março. Segundo laudo do Instituto Médico-Legal (IML), a criança sofreu 23 lesões no corpo e os ferimentos não seriam  compatíveis com uma queda da cama, conforme alegaram Jairinho e Monique em depoimentos à Polícia Civil.

O casal foi preso dia 8 de abril, um mês após a morte de Henry. De acordo com o diretor do Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC), delegado Antenor Martins, o inquérito sobre o caso deve ser concluído até a próximo sexta-feira. 

Responsável pela defesa de Monique Medeiros, o advogado Thiago Minagé, relatou que a professora chegou a ser enforcada por Jairinho em uma das discussões do casal. Thiago Minagé alega ainda que todas as circunstâncias que envolvem a morte de Henry foram “diametralmente oposta ao que foi colocado” e quer que Monique preste novo depoimento à polícia. De acordo com os advogados, as constantes agressões relatadas por ela podem ter influenciado no primeiro testemunho. E com a prisão temporária de Jairinho, Monique “estaria segura para falar a verdade”. 

Conforme consta no inquérito da Polícia Civil, Monique sabia das agressões sofridas pelo filho porque a babá da criança, Thayana de Oliveira, teria relatada a ela e, também enviando um vídeo do menino mancando após ter recebido, supostamente, uma banda do vereador. O próprio Henry, segundo consta no depoimento da babá, contou em uma chamada de vídeo para a mãe que acabara de ser agredido por Jairinho. A babá também relatou aos investigadores que nunca presenciou brigas violentas do casal e que, após o Monique saber das agressões contra Henry, ainda assim o viajou no feriado de Carnaval com Jairinho para a casa de praia dele, em Mangaratiba, na Costa Verde fluminense.

Investigadores da Polícia Civil já haviam relatado à CNN que entre mensagens recuperadas pela Polícia Civil nos telefones do casal, não há indícios que Jairinho agredia fisicamente Monique. 

Procurada, a defesa de Jairo Souza Santos Júnior não retornou o contato.

Mais Recentes da CNN