Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Não houve violação da cena do crime”, diz PM sobre vídeo que mostra policiais mexendo em local onde criança foi ferida em tiroteio

    Comando Geral da PM de SP disse que analisou as imagens e não constatou adulteração

    Adriana De Lucada CNN

    São Paulo

    Durante uma coletiva de imprensa na sede do Comando Geral da Polícia Militar em São Paulo nesta quarta-feira (17), a PM afirmou que analisou as imagens gravadas por moradores, que mostram PMs mexendo na cena onde houve um tiroteio que deixou um menino de 7 anos ferido em uma comunidade de Paraisópolis, e constatou que não houve violação da cena do crime.

    A polícia afirmou que também analisou as imagens das câmeras corporais dos PMs que participaram da ação e os vídeos mostram que os policiais estavam sinalizando o local onde os projéteis estavam.

    “Os policiais que aparentemente ali, num primeiro momento, dá a sensação que poderiam estar colhendo estojos… Mas se analisarmos com bastante atenção, vamos verificar que eles estão circulando os locais onde esses estojos foram encontrados e depois fizeram o isolamento do local. Então não há, de acordo com essa análise, nenhum motivo para o afastamento dos policiais”, afirmou o Coronel Macedo, Chefe da Comunicação Social da PMSP.

    Questionado se este é o procedimento padrão, o coronel afirmou que o procedimento é “preservar o local do crime”, mas que os PMs podem ajudar sinalizando as provas.

    A PM também afirmou que o ferimento no rosto do menino não foi causado por disparos das armas dos policiais. Segundo a corporação, uma tomografia realizada pela criança no hospital não apontou lesão perfuro-contundente (provocado por bala).

    A ouvidoria da PM afirmou nesta quarta-feira que abriu um procedimento para investigar o caso e pediu o afastamento dos policiais que participaram da ação.

    O caso

    De acordo com a Secretaria da Segurança Publica (SSP), os policiais estavam em um patrulhamento de rotina na comunidade quando foram recebidos a tiros por suspeitos em uma viela. Um menino de 7 anos que passava pelo local ficou ferido no rosto, por estilhaços. Ele foi levado ao hospital e passa bem.

    Vídeos gravados por moradores mostram policiais militares fazendo uma varredura na rua onde uma criança de 7 anos foi atingida por um tiro na cabeça durante uma ação da Polícia Militar, na manhã desta quarta-feira (17), na comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul da capital paulista.
    O vídeo tem pouco mais de três minutos.

    No início da gravação, é possível ver um policial se agachar para pegar algo do chão. No restante do vídeo, os militares continuam caminhando e olhando para o solo. Ao menos dez policiais aparecem na gravação. Veja abaixo.

    Veja vídeo: