Novo inquérito contra Bolsonaro, casos de Covid no Brasil e mais de 13 de agosto

Confira o '5 Fatos Manhã', com as principais notícias do dia

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O novo inquérito contra Jair Bolsonaro (sem partido) e a menor média móvel de casos de Covid-19 no ano são os destaques do 5 Fatos Manhã desta sexta-feira, 13 de agosto de 2021.

Presidente Bolsonaro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes acolheu a segunda notícia-crime apresentada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Bolsonaro responde agora também pela divulgação, nas redes sociais, de um inquérito sigiloso do tribunal eleitoral, que apura invasão nos sistemas da Corte

Urnas eletrônicas

O corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Felipe Salomão, ouviu o ministro da Justiça, Anderson Torres, dentro da apuração aberta pela Corte para apurar os ataques do presidente Jair Boslonaro (sem partido) às urnas eletrônicas. Além de Torres, Salomão também ouviu o coronel Eduardo Gomes da Silva, que participou com Bolsonaro da live promovida pelo presidente para apresentar denúncias, sem provas, de fraudes no sistema eletrônico de votação.

Braga Netto

Após a tumultuada sessão do depoimento do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), a cúpula da CPI se reuniu no gabinete do presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), onde tomou duas decisões: a CPI deve acabar até a primeira quinzena de setembro e, para que ela acabe, é preciso ouvir o ministro da Defesa, Walter Braga Netto.

Covid-19

O Brasil registrou 1.148 mortes e 39.982 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Os dados foram atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quinta-feira (12). A média móvel de novos casos ficou em 31.211 nesta quinta-feira, apontando o menor índice desde 24 de novembro de 2020, quando o país registrou 29.564 em média móvel de casos. A média revela o índice de contaminações por Covid-19 referentes aos últimos sete dias.

Open Banking

Começa nesta sexta-feira (13) a segunda fase do Open Banking. Prevista inicialmente para 15 de julho, a nova fase, segundo o Banco Central, tem como principal premissa o aumento da segurança e da proteção dos dados dos clientes. O sistema financeiro aberto foca na liberação do compartilhamento padronizado de dados e serviços por instituições financeiras reguladas. No Open Banking, o cliente pode autorizar o compartilhamento de seus dados com outras instituições o que, para o BC, “deve aumentar a competitividade entre os bancos e melhorar a oferta de produtos e serviços”. 

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

 

 

Mais Recentes da CNN