Onda de casos de Covid-19 faz governos discutirem novas restrições

Em São Paulo, uma reunião entre o Centro de Contingência e o governador João Doria (PSDB) será feita nesta terça-feira (11)

Isabela Filardida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Em meio a um aumento nos casos de Covid-19, governadores discutem novas restrições para tentar conter o avanço da doença no país. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima e da analista de política da CNN Renata Agostini.

Em São Paulo, uma reunião entre o Centro de Contingência e o governador João Doria (PSDB) será feita nesta terça-feira (11).

De acordo com apuração da âncora da CNN Daniela Lima e da analista de política Renata Agostini, novas medidas de restrição no estado estão no radar e o anúncio será feito nesta quarta-feira (12).

Comércio, bares, restaurantes e padarias não serão afetados. Segundo pessoas próximas do governador, ele está focando em grandes aglomerações, como shows, festas privadas e estádios de futebol.

Renato Casagrande (PSB), governador do Espírito Santo, afirmou também estar monitorando. Segundo ele, os 78 municípios do estado estão classificados como “risco baixo”, de acordo com o mapa de risco que é feito pelo estado. Nesta sexta-feira (14), sairá uma nova avaliação.

Região Norte

Wilson Lima (PSC), governador do Amazonas, já proibiu o blocos de rua no Carnaval. Segundo informações de Renata Agostini, ele manteve as festas com escolas de samba para liberar recursos e ter atividade econômica. Agora, dependendo da evolução dos casos, isso pode ser revisto.

Casos de outras doenças respiratórias estão lotando os hospitais e preocupando o governador, que está pensando em aumentar o número de leitos. Foi no estado do Amazonas que faltou oxigênio nas primeiras ondas da Covid-19. Dessa vez, o governador quer se antecipar.

Região Nordeste

O Comitê Cientifico de Pernambuco também está se reunindo com o governador Paulo Câmara (PSB) para avaliar possíveis novas restrições. O Carnaval de rua já foi cancelado, e o governo cogita restringir as festas privadas. A decisão deve sair ainda nesta segunda-feira (10).

Wellington Dias (PT), governador do Piauí, pensa em retomar as restrições em grandes eventos, como shows e festas privadas. Nesta semana deve sair a decisão.

Na Bahia, o governador Rui Costa (PT) afirmou que eventos de grandes aglomerações só poderão ser realizados com metade de sua capacidade máxima, que está limitada a um número de 3 mil pessoas. O passaporte da vacina é obrigatório.

Flávio Dino (PSB), governador do Maranhão, descarta novas medidas restritivas.

Região Centro-Oeste

Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou ser necessário reforçar o uso de máscaras e a vacinação, não necessariamente as restrições. Ele adiou mutirões e entende que aglomerações precisam ser evitadas, mas afirma que, neste momento, não haverá outras medidas restritivas.

Região Sul

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou que esse aumento de casos é um sinal de alerta, e que o governo soltou um aviso a todos os municípios para que redobrem o monitoramento com as medidas sanitárias de segurança.

Neste momento, o governo observa o avanço dos casos para avaliar como poderá ser feita a contenção.

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19

Mais Recentes da CNN