Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ouvidor das Polícias denuncia ameaças e racismo após atuação em Guarujá

    Claudinho, como é conhecido, tem feito críticas à atuação de policiais no âmbito da Operação Escudo

    Leandro Resendeda CNN

    São Paulo

    O ouvidor das Polícias de São Paulo, Cláudio Aparecido da Silva, registrou boletim de ocorrência por ameaças de morte e injúrias raciais recebidas via WhatsApp nesta sexta-feira (04).

    Claudinho, como é conhecido, tem feito críticas à atuação de policiais no âmbito da Operação Escudo, que já deixou 16 pessoas mortas na Baixada Santista, e tem sido o porta-voz de denúncias feitas por moradores de que estariam ocorrendo violações de direitos humanos nas abordagens.

    VÍDEO – PM de SP diz ao MP que não há imagens das primeiras mortes no litoral de SP

    As mensagens estão sendo compartilhadas em grupos de Whatsapp formados por policiais.

    “Não podemos tapar o sol com a peneira e fingir que nada está acontecendo. Demorou para matar esses vagabundos e quem estiver apoiando bandido, igual esse negro maldito e esse ouvidor das polícias, tem que morrer também”, diz uma das mensagens recebidas por Cláudio Aparecido e obtidas pela CNN.

    A ocorrência foi registrada na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância de São Paulo.