Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ciclone no Sul: ovelha fica presa em fios elétricos após enchente em Muçum (RS); veja

    Município do Vale do Taquari já registrou 15 mortes em razão das chuvas causadas pelo ciclone extratropical

    Ovelha ficou pendurada em fiação após enchentes em Muçum (RS)
    Ovelha ficou pendurada em fiação após enchentes em Muçum (RS) Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul

    Flávio IsmerimMaria Clara Alcântarada CNN

    São Paulo

    Uma ovelha ficou pendurada na fiação elétrica na cidade de Muçum, no Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, após as enchentes provocadas pelas fortes chuvas que causaram o maior desastre natural do estado em 40 anos. O fato ocorreu nesta quarta-feira (6). Veja vídeo abaixo.

    O alto volume de precipitação foi causado pela passagem de um ciclone extratropical pelo Sul do país. As chuvas provocaram alagamentos, queda de árvores, destelhamento de casas e quebra de pontes na região.

    Até o momento, foram registradas 31 mortes no Rio Grande do Sul –15 apenas na cidade de Muçum– e uma em Santa Catarina.

    Segunda maior enchente da história do Rio Taquari

    Essa é a segunda maior enchente da história do Rio Taquari, que alcançou 29,62 metros. A maior cheia já registrada aconteceu em 1941, quando o rio chegou a 29,92 metros.

    Segundo o último boletim da Defesa Civil Municipal de Lajeado, o nível da água começou a baixar na terça-feira (5), por volta das 16h, mas ainda segue no estado de inundação.

    A última medição, feita às 5h, apontou 26,58 metros. A Defesa Civil Estadual do RS manteve o alerta para inundação do rio Taquari ativo até as 13h desta quarta.

    Previsão do tempo para o feriado

    O Rio Grande do Sul deve ser alvo de mais precipitações nesse feriado. Segundo a Climatempo, os maiores volumes de chova são esperados, sobretudo, entre quinta-feira (7) e sábado (9).

    Nesta quarta, deve chover nas fronteiras sul e oeste do Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, a chuva deve acontecer de forma isolada. No Vale do Taquari, região que concentra a maior parte das mortes causadas pelas fortes chuvas, a previsão é de pouca chuva.

    Na quinta-feira, o tempo deve estar bem carregado em todo o estado, com circulações de ventos que intensificam as nuvens de temporal. Segundo a Climatempo, todo o estado volta a ficar em alerta. Além da chuva, são esperadas rajadas de vento de até 90 km/h.

    “Não é uma situação como o que aconteceu no fim de semana. Mas, como já choveu muito, não dá para descartar o potencial para novos transtornos de forma geral”, explica Stefanie Tozzo, meteorologista da Climatempo.

    O Vale do Taquari, o norte do estado e a região serrana também devem ter bons acumulados de chuva na sexta-feira (8) e no sábado.

    A partir do sábado, a precipitação começa a perder força no sul e no oeste do Rio Grande do Sul. O restante do estado só deve ter diminuição do volume de chuva no domingo.