PF conclui investigação sobre ataque ao TSE, Síndrome de Burnout e mais de 2 de fevereiro

5 Fatos Tarde, apresentado por Tainá Falcão, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Fernanda Pinottida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Polícia Federal conclui que a ausência do presidente Jair Bolsonaro (PL) em depoimento não afetou investigação sobre o ataque hacker ao TSE e quase 40% dos funcionários em trabalho remoto dizem sofrer com Síndrome de Burnout estão entre os destaques de 2 de fevereiro.

Investigação sobre ataque ao TSE

A Polícia Federal concluiu a investigação sobre o ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mesmo sem o depoimento do presidente Jair Bolsonaro (PL). A delegada não indiciou o presidente, pois para isso precisaria de autorização prévia, mas manteve a conclusão de que Bolsonaro e o deputado federal Filipe Barros (PSL) tiveram “atuação direta, voluntária e consciente” na prática do crime de vazamento de dados sigilosos. A informação é do âncora da CNN Daniel Adjuto.

Desabamento em obra do metrô

Os trabalhos de contenção do aumento da cratera aberta na Marginal Tietê após o desmoronamento de obras do metrô em São Paulo devem durar 10 dias. Um comitê apura as causas do incidente e uma proposta de rota de desvio na região foi publicada nesta quarta-feira (2) no Diário Oficial do Município. O rodízio de veículos está suspenso até sexta-feira (4).

Covid-19 no mundo

Cerca de 14,3 mil mortes causadas pela Covid-19 foram registradas em 24 horas em todo o mundo, de acordo com dados da plataforma de monitoramento Our World In Data. Nesse mesmo período, foram registrados 3,35 milhões de novos casos da doença.

Síndrome de Burnout

Com a pandemia da Covid-19 e as mudanças na dinâmica de trabalho, 38% das pessoas que estão trabalhando à distância dizem ter sofrido a Síndrome de Burnout ao longo de 2021. Os dados são da pesquisa feita pelo grupo Adecco, uma empresa suíça de recursos humanos que atua em 60 países.

Produção industrial

A produção industrial subiu 2,9% em dezembro, quando comparada a novembro. O crescimento de quase 3% em dezembro superou as expectativas do mercado, que previa uma alta de 1,5%. Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN