PF faz operação no RJ e em MG para desarticular quadrilha de roubo a bancos

Ação nos dois estados cumpre seis mandados de prisão e seis de busca e apreensão; investigação começou após ataque a agência da Caixa em Pirapetinga (MG)

Equipes da PF fazem buscas em endereços na zona oeste e norte do Rio para desarticular quadrilha de roubo a banco
Equipes da PF fazem buscas em endereços na zona oeste e norte do Rio para desarticular quadrilha de roubo a banco Isabelle Saleme - 26.out.2021/CNN Brasil

Isabelle Salemeda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Agentes da Polícia Federal (PF) do Rio de Janeiro e de Minas Gerais cumprem nesta terça-feira (26) seis mandados de prisão temporária e seis de busca e apreensão para desarticular uma quadrilha especializada em roubos a bancos. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Vara Única da Justiça Federal em Muriaé (MG).

No Rio, as equipes se dividiram para buscas em endereços nas zonas oeste e norte da cidade. Segundo a PF, pelo menos uma pessoa foi presa. Outro mandado está sendo cumprido contra um homem já preso, em Japeri.

As investigações que resultaram na Operação Magia Negra começaram em junho, depois do assalto a uma agência bancária da Caixa Econômica Federal no Município de Pirapetinga, em Minas.

Na época, os criminosos fizeram reféns. Além disso, um caminhoneiro ficou ferido. Na ação, o grupo usou armas de fogo e explosivos. A agência bancária ficou destruída e houve pânico da população. A perícia coletou vestígios deixados pelo bando, que ajudaram no trabalho de investigação.

Os criminosos, segundo a Polícia Federal, fugiram em direção ao estado do Rio de Janeiro. Dentre os suspeitos foram identificados ex-militares com habilidade no manuseio de explosivos e ex-vigilantes, todos com antecedentes criminais.

Os investigados poderão responder pelos crimes de roubo qualificado, organização criminosa, e lavagem de dinheiro. As penas podem passar dos 31 anos de prisão e multa.

Mais Recentes da CNN