Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PM Ambiental prende 4 pessoas, confisca 17 balões e fecha fábricas ilegais em SP

    Fabricação, venda, transporte e soltura desses artefatos são considerados crimes no Brasil

    A Polícia Militar Ambiental prendeu quatro pessoas e confiscou 17 balões durante operação em São Paulo, na tarde de segunda-feira (17).
    A Polícia Militar Ambiental prendeu quatro pessoas e confiscou 17 balões durante operação em São Paulo, na tarde de segunda-feira (17). Divulgação/Polícia Militar Ambiental

    Lucas Schroederda CNN

    em São Paulo

    A Polícia Militar Ambiental prendeu quatro pessoas e confiscou 17 balões durante operação em São Paulo, na tarde de segunda-feira (17). Três fábricas ilegais de produção dos artefatos foram desmontadas na ação.

    Em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, os policiais flagraram dois homens confeccionando balões. No local, foram apreendidos materiais relacionados à fabricação dos artefatos, como gabaritos, papel de seda e cola.

    Já na Casa Verde, zona norte da capital paulista, os agentes encontraram duas fábricas de balões. Após vistoria nos endereços, foram encontrados 17 balões de grande porte prontos para venda, além de peças usadas na confecção dos objetos.

    Os balões foram apreendidos, e mais dois suspeitos envolvidos na fabricação foram detidos e encaminhados à delegacia.

    No Brasil, a fabricação, venda, transporte e soltura de balões são considerados crimes, conforme o artigo 42 da Lei nº 9.605/98. Além do perigo de causar incêndios, esses artefatos ameaçam o tráfego aéreo.

    A PM disponibiliza os telefones 190 e 181 para denúncias relacionadas à soltura e fabricação, respectivamente, de balões.