PM: Assalto em Araçatuba tem três mortos, cinco feridos e dois presos

Criminosos atacaram agências bancárias da cidade e usaram reféns como 'escudo humano' nos carros em movimento

Elizabeth MatravolgyiJulyanne JucáRafaela Larada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Uma quadrilha composta por pelo menos 50 pessoas armadas executou um ataque a bancos na cidade de Araçatuba, no interior de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (30). De acordo com a Polícia Militar (PM), três pessoas morreram, cinco ficaram feridas e duas foram presas.

As buscas por assaltantes continuam nesta manhã, com apoio do helicóptero Águia e do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Segundo a PM, um integrante do grupo está entre os mortos. A Santa Casa de Araçatuba informou, por meio de nota, que cinco homens feridos, com idades entre 25 e 38 anos, deram entrada no local.

Um homem de 28 anos foi baleado no abdome; um outro de 31 anos levou tiros no rosto e braços e precisou de intubação. Um jovem de 25 anos, atingido por explosivos, sofreu amputação dos pés e dedos das mãos. Um outro homem, de 45 anos, foi baleado na região das nádegas e já recebeu alta.

Houve tentativa de assalto às agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica, localizadas muito próximas uma da outra.

Nas redes sociais, há imagens que mostram o uso de reféns como “escudo humano” nos carros em movimento. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade.

O caso já é investigado pela DEIC de Araçatuba, com apoio da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

Distribuído em pelo menos 10 veículos, o grupo responsável pelo ataque utilizou explosivos com infravermelho, espalhados em pontos estratégicos da região. Em uma das detonações, um ciclista foi atingido. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

As explosões também causaram queda de energia elétrica em parte da cidade.

A rodovia Marechal Rondon, um dos acessos à cidade, foi fechada pela quadrilha, para atrasar a chegada das equipes policiais. Quatro veículos, incluindo um ônibus, foram incendiados: um deles, ao lado do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep), dois na rodovia e outro no centro da cidade, próximo às agências bancárias.

Polícias de Bauru, Ribeirão Preto e Presidente Prudente foram acionadas para reforço da segurança no local. Segundo informações da prefeitura, o governo do estado também está ciente do ataque.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que “estão em andamento buscas para localizar os criminosos”.

Veja imagens:

Mais Recentes da CNN