Poder público deve responsabilizar violência policial, diz professor de direito

Thiago Amparo fala sobre atos contra o racismo e compara situação entre Estados Unidos e Brasil

Da CNN

Ouvir notícia

O professor de direito da Faculdade Getulio Vargas (FGV), Thiago Amparo, conversou com a CNN nesta quarta-feira (3) sobre as manifestações que têm como pautas o fim do racismo e da violência policial que ocorrem nos Estados Unidos e em países da Europa, como na França e no Reino Unido. O estopim dos protestos foi a morte de George Floyd, um americano negro sufocado por um policial branco, que se ajoelhou sobre seu pescoço por mais de 8 minutos.

Segundo o professor, tanto nos EUA quanto no Brasil, o poder público deveria revisar os parâmetros operacionais da polícia e criar mecanismos de responsabilização para casos brutais. Ele apontou a violência contra a população negra.

“Lembrando que, na sociedade brasileira, os negros são a maioria, e nos Estados Unidos são maioria também, mas no que diz respeito a sofrer mais com a violência policial”, contou.

“A demanda das pessoas hoje nos Estados Unidos está muito relacionada à responsabilização não só dos policiais envolvidos no caso de George Floyd, mas de todo o sistema policial”, disse.

  Assista e leia também:

  Anderson Silva: policiais me seguiam até minha casa nos EUA 

  Daniel Alves: ‘todo protesto pacífico é bem-vindo para o ser humano evoluir’

  Obama lança campanha para que prefeitos promovam reformas de polícias nos EUA

Nos EUA, de acordo com o professor, são criados mecanismos de proteção para os policiais, que acabam não sendo responsabilizados por seus atos. 

“No caso de Minneapolis, o interessante é que o próprio chefe da polícia é negro e, em 2007, denunciou o departamento por racismo. Ele tentou e tem tentado reformar o sistema ali, mas existem mecanismos de proteção em relação aos policias como forma de revisão dos casos, e que acabam revertendo boa parte das condenações”.

Brasil

Amparo falou sobre as manifestações que ocorrem no país devido a esse tipo de violência policial e afirmou que é preciso uma maior adesão da população para o movimento ter ainda mais força.

“Falta mais solidariedade inclusive de pessoas brancas, como vimos nos protestos nos Estados Unidos, em que fizeram um corredor entre a polícia e pessoas negras”.

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN