Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia Civil investiga criminosos que estariam usando drones para jogar granadas em comunidades do Rio

    Traficantes do Complexo de Israel e do Quitungo, que são rivais, estariam usando equipamentos na disputa por territórios

    Polícia confirma que vídeos nas rede sociais são de possível utilização de drones com armamento.
    Polícia confirma que vídeos nas rede sociais são de possível utilização de drones com armamento. Reprodução

    Rodrigo Monteiroda CNN Rio de Janeiro

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando o uso de drones por traficantes de facções rivais na Zona Norte da cidade. De acordo com alguns relatos de moradores, criminosos do Complexo de Israel, região da Cidade Alta, que é dominada pela fação Terceiro Comando Puro (TCP), estariam usando drones, para monitorar e lançar granadas em bandidos rivais, que são do Complexo do Quitungo, controlado pelo Comando Vermelho (CV).

    Um vídeo que circula na internet mostra um drone na laje de uma casa no Quitungo. No equipamento dá pra ver um espécie de cabo ou fio branco que teria sido usado para segurar a granada durante o voo do drone.

    A moradora diz no vídeo que bandidos da Cidade Alta jogaram o explosivo no terraço da casa dela.

    “Bandido da Cidade Alta, jogou uma granada aqui dentro da minha casa, em cima do meu terraço. Tenho filho especial, tenho três crianças dentro da minha casa, isso é uma covardia”.

    A Polícia Civil está investigando o caso. O delegado Vinicius Miranda, responsável pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (DESARME), disse à CNN que “procede que há vídeos circulando por rede sociais de possível utilização de drones com armamento”. Com base nisso, foi aberto inquérito policial para apurar esse fato. E que assim que ele teve ciência, foi instaurado inquérito.

    Em nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar (SEPM) informou que, de acordo com o comando do 16ºBPM, ainda não houve acionamento para o caso relatado.

    Nesta segunda-feira (8), policiais militares do 16º BPM (Olaria) e do Comando de Operações Especiais (COE), com apoio do Grupamento Especializado de Salvamento e Ações de Resgate (GESAR), realizaram uma operação para reprimir o crime organizado nas comunidades Cinco Bocas, Cidade Alta e Pica-Pau. Diversas barricadas foram removidas das vias. A operação terminou sem presos e apreensões.