Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia Civil prende mãe e filho suspeitos de matarem idosos em Mato Grosso

    Ines Gemilaki, de 48 anos, e Bruno Gemilaki Dal Poz, de 28, estavam foragidos desde o último domingo (21)

    Inês Gemilaki e Bruno Gemilaki Dal Poz
    Inês Gemilaki e Bruno Gemilaki Dal Poz Reprodução/redes sociais

    Rafael Villarroelda CNN*

    A Polícia Civil prendeu Inês Gemilaki, de 48 anos, e Bruno Gemilaki Dal Poz, de 28, na tarde desta terça-feira (23). Mãe e filho se entregaram e são suspeitos de invadirem uma casa e matarem dois idosos. O caso ocorreu em Peixoto de Azevedo, a 692 km da capital Cuiabá.

    O marido de Ines, Marcio Ferreira Gonçalves, de 45 anos, e o irmão dele, Eder Gonçalves Rodrigues, que também são suspeitos de envolvimento no crime, foram presos nesta terça.

    Na segunda (22), as autoridades do estado divulgaram cartazes com as fotos dos fugitivos.

    A CNN tenta contato com as defesas de Bruno e Inês, mas ainda não as localizou.

    O caso

    Os dois homens mortos no local foram identificados como Pilson Pereira da Silva, 80 anos, e Rui Luiz Bolgo, 68. O ferido, segundo a polícia, é o padre da cidade. Ele permanece hospitalizado.

    Na tarde do último domingo (21), os suspeitos invadiram uma casa durante o almoço. Eles atiraram contra três pessoas. Dois idosos morreram e um padre ficou ferido na abordagem. Ele passou por cirurgia e segue hospitalizado, mas sem risco de morrer.

    Segundo a delegada Anna Paula Mariem, a suspeita teria entrado na casa para atirar contra o proprietário do imóvel. O principal alvo, no entanto, foi atingido apenas por estilhaços. As vítimas não tinham qualquer relação com a autora do crime.

    Ainda conforme a delegada, Inês havia alugado o imóvel do proprietário, mas deixou o local com dívidas, o que gerou uma série de desentendimentos e uma batalha judicial entre as partes.

    Antes de cometerem o crime, os três procurados estiveram na Delegacia de Peixoto de Azevedo para registrar um boletim de ocorrência contra o dono do imóvel.

    *Sob supervisão de André Rigue