Polícia de São Paulo suspeita da fuga de traficante do PCC para o exterior

De acordo com integrantes da investigação, André pegou um jatinho particular com destino ao Paraná e a política investiga se ele foi para o Paraguai

Carros da Polícia Militar de São Paulo: há suspeitae que André do Rap tenha ido ao Paraguai
Carros da Polícia Militar de São Paulo: há suspeitae que André do Rap tenha ido ao Paraguai Foto: Divulgação - 16.jan.2017/Governo do Estado de São Paulo

Basília Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

Não está descartada a possibilidade de que André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap e ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC), tenha conseguido deixar o país. Agentes da Polícia de São Paulo acompanharam o preso após ele ser liberado da penitenciária de Presidente Venceslau (SP), graças a uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello.

De acordo com integrantes da investigação, André pegou um jatinho particular com destino ao Paraná. A partir daí, a polícia investiga se o traficante seguiu para o Mato Grosso do Sul e usou cidades fronteiriças como Ponta Porã e Foz do Iguaçu para fugir do Brasil.

Leia também:
Fux revoga liminar de Marco Aurélio que soltava chefe do PCC em SP
PF mira lavagem de R$ 30 bilhões do PCC em operação em três estados

Dois departamentos da Polícia Civil de São Paulo foram mobilizados para capturar André do Rap. O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), formado por cerca de 500 agentes, e parte do Departamento de Homicídios. 

A polícia rastreia com quem André manteve contato ao sair da prisão e quem financiou o pagamento do jatinho particular que acelerou o deslocamento de André, uma vez solto por decisão judicial.

Procurado pela coluna, o governador de São Paulo, João Doria, cobrou um posicionamento de Marco Aurélio. “Cobre do ministro o ato de soltura deste bandido”.

Na noite deste sábado, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, pesou o nível de periculosidade do traficante e determinou o retorno imediato à prisão. Até o momento, ele não foi localizado.

Mais Recentes da CNN