Polícia do Rio investiga ataque com artefato explosivo no Consulado da China

Consulado-Geral da China no Rio de Janeiro informou que o explosivo provocou pequenos danos no edifício, mas lamentou o ocorrido

Caso foi registrado na Polícia Federal, mas a investigação ficará a cargo da 10ª delegacia policial de Botafogo
Caso foi registrado na Polícia Federal, mas a investigação ficará a cargo da 10ª delegacia policial de Botafogo Consulado da China

Camille Coutoda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga um ataque ao Consulado da China, localizado em Botafogo, na Zona Sul da capital fluminense. O caso aconteceu por volta das 22h da última quinta-feira (16).

Nas imagens gravadas por uma das câmeras de segurança da rua, um homem lança um artefato explosivo e foge. Algumas testemunhas ainda estão sendo ouvidas.

O caso foi registrado na Polícia Federal, mas a investigação ficará a cargo da 10ª delegacia policial de Botafogo.

De acordo com a Polícia Civil, exames periciais já foram realizados pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e pelo Esquadrão Antibomba. Os agentes requisitaram e analisam imagens que registraram a ação para identificar o autor.

Em nota, o Consulado-Geral da China no Rio de Janeiro informou que o explosivo provocou pequenos danos no edifício, mas lamentou o ocorrido e espera o posicionamento das autoridades para que o fato não se repita.

“Foi um grave ato de violência ao qual a parte chinesa manifesta veemente condenação. Mantendo estreita comunicação com as autoridades brasileiras, as missões diplomáticas e consulares da China no Brasil pedem a investigação minuciosa sobre o ataque, a punição do culpado nos termos da lei e medidas cabíveis para evitar que incidentes similares voltem a ocorrer”, diz trecho do comunicado.

Segundo o consulado, a China e o Brasil vêm desenvolvendo e aprofundando uma “ampla gama de cooperações que trazem benefícios tangíveis aos dois povos” como parceiros estratégicos globais.

“A amizade bilateral também ganha cada vez mais reconhecimento e apoio de todos os segmentos da sociedade nos dois países. A parte chinesa espera e tem a convicção de que o governo brasileiro tomará medidas concretas para proteger as missões diplomáticas, consulares e seu pessoal no país, como prevê a Convenção de Viena, garantindo a segurança e a integridade das instalações e de seu pessoal”.

Mais Recentes da CNN