Polícia do RJ faz operação contra sites que pirateiam TV por assinatura

Mediante pagamento de mensalidade, sites oferecem o acesso a serviços de streaming e TV por assinatura por meios ilegais

Ação conjunta da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) e da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD).
Ação conjunta da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) e da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD). Polícia Civil

Camille Coutoda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagrou, nesta terça-feira (19), uma operação que tem o objetivo de combater a pirataria na internet. Ao menos uma pessoa já foi presa.

Os alvos dos policiais são sites que, mediante pagamento de mensalidade, oferecem o acesso a serviços de streaming e TV por assinatura por meios ilegais.

“De acordo com as investigações, uma organização criminosa ramificada por diversos municípios do Estado do Rio de Janeiro é responsável pela captação ostensiva de clientes em sites da internet”, informou a Civil, em nota.

Os policiais afirmam que os sites possuem mais de 46 milhões de acesso por ano e provocam um prejuízo superior a R$ 100 milhões por violação de direitos autorais.

No total, foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão nas cidades de Duque de Caxias, Magé, Cabo Frio e na capital carioca.

“O presente trabalho é de extrema importância, uma vez que os prejuízos causados às empresas detentoras dos direitos autorais são inevitavelmente absorvidos pelo consumidor que paga pelo serviço de forma regular”, alega a Polícia.

Mais Recentes da CNN