Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia Federal apreende R$ 1,3 milhão na casa de alvo da operação que mira Codevasf

    Além da mala com dinheiro, foram localizados ainda artigos de luxo, como bolsas de marca e relógios

    Renata AgostiniVital NetoBeatriz Araújo

    Ouvir notícia

    A Polícia Federal (PF) apreendeu R$ 1,3 milhão em dinheiro na casa do empresário Eduardo José Barros Costa, segundo a Polícia Federal no Maranhão. Conhecido como “Imperador”, ele é o principal alvo da operação Odoacro, deflagrada na manhã desta quarta-feira (20) e que mira desvios de recursos da estatal Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O empresário teve a prisão temporária decretada.

    Além da mala com dinheiro, foram localizados ainda artigos de luxo, como bolsas de marca e relógios. O material ainda está sendo periciado, por isso, os investigadores ainda não conseguiram apontar o valor total da apreensão. Os itens estavam na casa de José Barros da Costa, em São Luís, capital maranhense, ainda de acordo com a PF.

     

    A operação Odoacro apura contratos da empresa Construservice. Eduardo José Barros Costa, o Eduardo Imperador, é investigado por supostamente ser sócio oculto da empresa.

    A PF cumpriu mandados em cinco cidades do Maranhão com o objetivo de desarticular uma associação criminosa que, de segundo as investigações, promovia fraudes em licitações e desviava recursos públicos da Codevasf.

    Mais Recentes da CNN