Polícia Federal faz apreensão recorde de cocaína no Rio de Janeiro

Cerca de 2,5 toneladas de Cloridrato de Cocaína (forma mais pura e valiosa da droga) foram encontradas em um galpão

Cerca de 2,5 toneladas de cloridrato de cocaína (forma mais pura e valiosa da droga) foram encontradas em um galpão
Cerca de 2,5 toneladas de cloridrato de cocaína (forma mais pura e valiosa da droga) foram encontradas em um galpão Foto: Divulgação/Polícia Federal

Thayana Araújo, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Polícia Federal fez uma das maiores apreensões de cocaína do Estado do Rio de Janeiro. Ao todo, cerca de 2,5 toneladas de cloridrato de cocaína (forma mais pura e valiosa da droga) foram encontradas em um galpão, por agentes da Delegacia de Repressão às Drogas (DRE).

Após um trabalho de inteligência, a polícia identificou uma movimentação suspeita em um carro onde estavam os integrantes de uma organização criminosa. O veículo foi abordado e os criminosos indicaram o armazenamento da droga em um galpão na cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Leia também:
Pandemia descapitalizou grandes facções, diz ex-ministro de Segurança Pública
O homem que está preso há 31 anos por crime sem violência envolvendo maconha

Os policiais constataram ainda que a segurança do local era feita por um policial militar de folga. O PM e um homem que vigiava a droga foram presos em flagrante. Com o militar, a polícia federal apreendeu duas armas sem registro e um rádio comunicador.

As 2,5 toneladas foram periciadas e depois encaminhadas à Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Os presos vão responder por crimes previstos na Lei de Tráfico de Drogas.

Mais Recentes da CNN