Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia ouve hoje mãe e padrasto de suspeita de envenenamento com brigadeirão

    Familiares de Julia Andrade Cathermol Pimenta serão questionados sobre motivação do crime, perfil e paradeiro da filha

    Pedro Duranda CNN

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro espera hoje (4) o depoimento do padrasto e da mãe da figura central da investigação da morte do empresário Luiz Marcelo Ormond. A então namorada dele, Julia Andrade Cathermol Pimenta está foragida e é suspeita de ter usado comprimidos de morfina para envenenar um brigadeirão que ele comeu.

    A expectativa dos policiais é de que os familiares de Júlia possam ajudar a apontar o paradeiro da suspeita e também informem detalhes sobre o perfil dela e o que pode ter motivado o crime. A tese dos investigadores é de que o objetivo de Júlia era enriquecer com a morte do namorado.

    Os investigadores ainda estão na expectativa de receber a autorização da Justiça para a quebra de sigilo bancário tanto de Júlia e Luiz Marcelo, quanto da cigana Suyany Breschak, apontada como participante do homicídio.

    O patrimônio e as movimentações financeiras dos três personagens da investigação podem ajudar a fechar a tese de que o crime foi provocado por motivos financeiros.

    Um laudo que está sendo produzido pela perícia do IML ainda deve dizer qual foi a substância responsável pela morte de Luiz Marcelo e em qual quantidade ela estava no corpo. Segundo a cigana, Júlia contou que dissolveu no brigadeirão dezenas de comprimidos de morfina.