Prefeitura de São Paulo autoriza contratação emergencial de médicos

Unidades de saúde da capital paulista também devem ter horário de funcionamento ampliado

Fernanda Pinottida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A prefeitura da capital paulista autorizou a contratação emergencial de médicos, para suprir a falta de profissionais que estão de licença após contrair Covid-19. A informação foi dada pelo secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, à âncora da CNN Daniela Lima.

Equipes médicas da cidade de São Paulo e de todo o país estão com boa parte de seus profissionais afastados por conta do alto nível de transmissão da variante Ômicron. As contratações de caráter emergencial serão feitas pelas organizações sociais que prestam serviço para a Saúde municipal e os médicos poderão ser contratados como pessoa jurídica.

Nesta quinta-feira (13), a prefeitura também deve anunciar extensão no horário de funcionamento de algumas unidades de Assistência Médica Ambulatorial (AMA), que passarão a atender 24 horas. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) também devem funcionar aos sábados, na tentativa de evitar aglomeração dos pacientes buscando atendimento para Covid-19.

A prefeitura determinou que um profissional médico em cada unidade de saúde deve ficar disponível para atender emergências.

O secretário Edson Aparecido também disse que, atendendo a uma demanda histórica da classe, vai pagar horas extras aos médicos que estão trabalhando mais para suprir a ausência dos profissionais afastados.

O secretário descartou risco de greve da categoria médica, mesmo com a possibilidade sendo levantada pelo sindicato.

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19

Mais Recentes da CNN