Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Prefeitura lava calçadas onde cães foram supostamente envenenados no Rio

    Imagens de câmeras de segurança são analisadas em busca de suspeitos

    Agentes da Comlurb realizam limpeza em possível foco de envenenamento de cães na zona oeste do Rio
    Agentes da Comlurb realizam limpeza em possível foco de envenenamento de cães na zona oeste do Rio Comlurb/Divulgação

    Bruno LaforéCleber Rodriguesda CNN

    A Companhia Municipal de Limpeza Urbana da Cidade do Rio de Janeiro (Comlurb) realizou uma operação, no último final de semana, para lavagem de calçadas e canteiros na região do Jardim Oceânico, na zona oeste do Rio de Janeiro. O local seria o foco de um suposto envenenamento de dezenas de cães.

    A limpeza foi realizada com sabão líquido “para eliminar os produtos químicos que provocaram a morte de alguns cães por envenenamento na área”, conforme a Comlurb.

    A companhia informou também que realiza serviços de limpeza de ralos, capina e varrição na localidade.

    O prefeito Eduardo Paes (PSD-RJ) publicou um vídeo da atuação dos agentes de limpeza em suas redes sociais na manhã desta segunda-feira (10). Ele informou que a Central de Inteligência, Vigilância e Tecnologia de Apoio da Prefeitura do Rio “está trabalhando na identificação – via câmeras – dos eventuais responsáveis por essa atrocidade”.

     

    Cães com gastroenterite hemorrágica

    Em entrevista à CNN, a médica veterinária Andrea Marinho, que atua na Barra da Tijuca, relatou que os animais começaram a ser levados a seu consultório com quadro de gastroenterite hemorrágica não infectocontagiosa. Os primeiros casos surgiram no final do mês de maio.

    Segundo a especialista, os tutores relatavam que os sintomas apareciam 30 a 40 minutos após os cães voltarem de passeios externos pelas ruas do bairro.

    A gastroenterite hemorrágica é a inflamação do aparelho digestivo do animal. Quando essa inflamação atinge a camada mais interna dos órgãos, pode haver uma descamação, resultando em sangramentos gastrointestinais.

    Casos denunciados

    Um grupo de moradores compareceu, na manhã desta segunda-feira (10), à Delegacia de Proteção aos Animais (DPMA), que investiga possíveis casos.

    De acordo com a última atualização da Polícia Civil, até o momento, duas pessoas registraram boletins de ocorrência sobre casos deste tipo.

    Entre as vítimas do envenenamento estão os dois cães do ator Cauã Raymond. Em seu perfil no Instagram, o ator afirmou que sua cachorra Shakira segue internada, após ter sido envenenada.

    “Ela está se recuperando, ainda internada, então vamos fazer um pensamento positivo para ela sair dessa”, afirmou ele.