Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Presos fogem de penitenciária federal de Mossoró; é a primeira ocorrência do tipo em um presídio de segurança máxima

    Informação foi confirmada à CNN por integrantes do Sistema Penitenciário Federal

    Elijonas MaiaTeo Curyda CNN Em Brasília

    Dois presos fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró (RN) nesta quarta-feira (14). A informação foi confirmada à CNN por integrantes do Sistema Penitenciário Federal.

    Esta é a primeira vez na história que há uma fuga registrada em presídio de segurança máxima. A primeira penitenciária do sistema federal foi inaugurada em junho de 2006. No Brasil, há cinco unidades. O setor de inteligência identificou a fuga e um alerta foi emitido a todos os policiais penais. A CNN apurou que os fugitivos são ligados ao Comando Vermelho.

    O secretário André Garcia, da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, está a caminho de Mossoró com integrantes da pasta. Garcia foi nomeado para o cargo na semana passada.

    A Polícia Federal já foi acionada para atuar na captura dos fugitivos e na investigação das responsabilidades pela fuga. A informação de momento é que seriam integrantes do Comando Vermelho.

    Os fugitivos foram identificados como Rogério da Silva Mendonça, vulgo Querubim, Chapa, Cabeça de Martelo ou Martelo; e Deibson Cabral Nascimento, conhecido como Tatu, Deisinho ou Deicinho.

    Transferência

    Líderes do Comando Vermelho, a maior facção do Rio de Janeiro, e outros presos apontados como chefes de facções foram transferidos de presídios federais há três semanas. Entre eles estão Fernandinho Beira-Mar e Marcinho VP.

    A CNN apurou que Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi escoltado de avião do presídio de Campo Grande (MS) para Mossoró (RN). Já Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, fez o caminho inverso e foi do Rio Grande do Norte ao Mato Grosso do Sul.

    Tópicos

    Tópicos