Privatização dos Correios, ameaças ao STF e mais da noite de 5 de agosto

5 Fatos Noite, apresentado por Carol Nogueira, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Novas ameaças de Bolsonaro ao STF, reunião dos Poderes cancelada em função de ofensas e ataques feitos pelo presidente contra ministros, privatização dos Correios e mais da noite desta quinta-feira, 5 de agosto. 

Ameaças ao STF

O presidente Bolsonaro fez novos ataques e ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em entrevista à rádio 93 fm, do Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o ministro Alexandre de Moraes é “a mentira em pessoa” e que a “hora dele vai chegar”. Moraes respondeu, afirmando que ”ameaças vazias e agressões covardes não vão afastar o STF de exercer a missão constitucional de defesa e manutenção da democracia e do estado de direito”.

Reunião cancelada

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, cancelou a reunião entre os chefes dos Poderes em função de ofensas e ataques feitos por Bolsonaro contra ministros. Fux afirmou que “o pressuposto do diálogo entre os Poderes é o respeito mútuo”.

Novo ministro

Bolsonaro nomeou o atual secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, para o cargo de ministro da advocacia-geral da união. Bianco fica no lugar que era de André Mendonça, indicado por Bolsonaro para assumir uma cadeira no STF. Mendonça ainda será sabatinado no Senado.

Privatização dos Correios

A Câmara dos Deputados aprovou o o projeto que permite a privatização dos Correios. O texto segue para análise no Senado. 

Compra suspensa

O Consórcio Nordeste suspendeu a compra de 37 milhões de doses da vacina Sputnik-v. De acordo com o governador do Piauí, Wellington Dias, que é o presidente do Consórcio, os motivos são as dificuldades impostas pela Anvisa, a dificuldade de importação e o fato da vacina não fazer parte do plano nacional de imunizações.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br 

 

Mais Recentes da CNN