Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Quase 40 aeronaves seguem no Aeroporto Salgado Filho após enchentes

    Oito aviões foram retirados no sábado (8) após autorização da Anac

    Guilherme Gamada CNNLuan Leãoda CNN*

    São Paulo

    Com mais de um mês após as inundações que atingiram a cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, 39 aeronaves ainda seguem no Aeroporto Salgado Filho.

    No sábado (8), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a retirada de nove dos 47 aviões em “caráter excepcional”, sem permissão para voos comerciais com passageiros. Dos autorizados a sair, apenas um não decolou por opção do operador aéreo.

    Para a retirada das aeronaves, é necessária a adesão de um termo de responsabilidade por parte das empresas e indivíduos responsáveis pelos aviões, além de uma avaliação de risco por parte de cada operador aéreo para uma autorização especial de voo.

    O protocolo foi adotado em conjunto com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), os operadores aéreos e a Fraport Brasil, concessionária que administra o aeroporto. As retiradas aconteceram em horários pré-definidos.

    Neste domingo (9), o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, divulgou em suas redes sociais um vídeo em que mostra funcionários da concessionária realizando a limpeza das dependências do aeroporto.

    “Parabéns a todos os colaboradores da FRAPORT que têm se empenhado em acelerar a limpeza do aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre”, escreveu o ministro.

    https://x.com/silvio_cfilho/status/1799934479823430081?s=46&t=G65FbacTKXilJCtINkPJRg

    Desde o dia 3 de maio o aeroporto está com sua operação interrompida em razão das chuvas históricas.

    Na semana passada, uma comitiva formada pelo ministro de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, e pelo CEO da Fraport Brasil, Andreea Pal, havia realizado uma vistoria para verificar os estragos causados pelas enchentes.

    Após a visita, a empresa informou que o aeroporto deve ser reaberto apenas no mês de dezembro. Apesar da previsão, a Anac disse que as operações aéreas regulares no Salgado Filho seguem suspensas por tempo indeterminado.

    Primeira aeronave a decolar

    O avião PT-RQK, que estava há mais de um mês no complexo aeroportuário, foi o primeiro voo de decolagem do local desde a inundação.

    A decolagem aconteceu ao meio-dia deste sábado e foi registrada pela página Câmeras Aeroporto Porto Alegre BrAmigos.

    Durante o voo, o piloto Fábio Borille agradeceu os esforços das autoridades e afirma por meio do rádio de comunicação.

    “Para mim, como gaúcho, essa decolagem simboliza o início da construção dos nossos aeroportos”, disse.

    A aeronave havia feito o último voo no dia 1º de maio, quando pousou no Aeroporto Salgado Filho em meio às fortes chuvas.

    Em entrevista à CNN, o piloto relatou o medo de perder o veículo pelas águas que, de acordo com ele, chegaram a 1,5 metro no local.

    “Quando o nível baixou, iniciamos os trabalhos de preservação dos motores e tiramos água dos cilindros”, conta.