Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Quase metade das cidades do país está sob alerta de perigo por onda de calor; SP pode ter recorde

    Segundo dados do Inmet, 2.707 municípios terão temperaturas acima da média até sexta-feira (17); 15 estados e o Distrito Federal são afetados

    Pessoas aproveitam mais um dia de sol e calor na piscina do Sesc Belenzinho, zona leste de São Paulo: calor deve seguir em SP e outras 15 unidades federativas até sexta (17)
    Pessoas aproveitam mais um dia de sol e calor na piscina do Sesc Belenzinho, zona leste de São Paulo: calor deve seguir em SP e outras 15 unidades federativas até sexta (17) Bruno Rocha/Enquadrar/Estadão Conteúdo - 12.nov.2023

    Leonardo Rodriguesda CNN

    São Paulo

    O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alertou que 15 estados e o Distrito Federal estão em grande perigo para uma forte onda de calor até sexta-feira (17). O fenômeno deve elevar em 5º C suas temperaturas médias no período, que inclui o feriado da Proclamação da República, na quarta (15).

    Quase metade dos 5.568 municípios brasileiros são afetados pelo calor: 2.707. Pela manhã, o alerta englobava cerca de 1.100 cidades.

    Veja as unidades federativas afetadas:

    • Amazonas
    • Bahia
    • Distrito Federal
    • Espírito Santo
    • Goiás
    • Maranhão
    • Mato Grosso
    • Mato Grosso do Sul
    • Minas Gerais
    • Pará
    • Paraná
    • Piauí
    • Rio de Janeiro
    • Rondônia
    • São Paulo
    • Tocantins

    Clima extremo

    Diferentes alertas climáticos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) afetam o país / Reprodução / Inmet

    O “bolsão vermelho” que ocupa boa parte do mapa acima aponta o aquecimento, mas divide espaço com outros alertas meteorológicos.

    Na Bahia e no Piauí, além da alta dos termômetros, o Inmet indica grande perigo de baixa umidade. Ceará e Pernambuco também são afetados pela baixa umidade.

    Ainda entre as regiões atingidas pelo calor, Rio de Janeiro tem perigo potencial e Mato Grosso do Sul tem perigo de tempestade, enquanto Amazonas e Rondônia estão em alerta para perigo potencial de chuvas.

    SP pode ter calor recorde

    Após registrar a temperatura mais alta do ano no domingo (12), com 37,1º C, a cidade mais populosa do país deve registrar um novo recorde anual nesta segunda.

    A Climatempo estima que os termômetros na capital devem chegar a 37,8º C durante a tarde. O instituto aponta que essa temperatura fará São Paulo superar o recorde histórico de 37,8º C, registrado em outubro de 2014.

    Nas previsões do Inmet para esta tarde, o Rio de Janeiro tem a prévia mais alta entre as capitais, com 41º C.

    Veja também: Calor sufocante atua como uma tampa de panela retendo calor, diz meteorologista à CNN