Riscos devem ser melhor alertados aos ecoturistas, diz geólogo

Em entrevista à CNN, o geólogo Eduardo Marques afirmou que a falta de sinalização de áreas de risco frequentadas por turistas é um problema global

Duda CambraiaLucas Rochada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O setor de turismo no Brasil se movimenta no estudo de melhorias das estratégias de segurança para visitantes após a queda de rochas na cidade de Capitólio, em Minas Gerais, no dia 8 de janeiro, que provocou a morte de dez pessoas.

Em entrevista à CNN neste domingo (16), o geólogo e engenheiro ambiental Eduardo Marques, professor da Universidade Federal de Viçosa (UFV), afirmou que a falta de sinalização de áreas de risco frequentadas por turistas é um problema global.

“As pessoas precisam ter uma percepção ou noção do risco que existe naquele local que elas querem visitar. Isso pode ser feito através de placas informativas e de sinalização adequada. O grande problema do Brasil é que têm muitas áreas de turismo geológico e ecológico que não existe informação nenhuma”, afirmou Marques.

Segundo o geólogo, a prevenção aos acidentes em áreas turísticas deve contar com a participação dos governos, de instituições de pesquisa, incluindo as universidades públicas, e da própria população.

“Precisamos avançar no mapeamento e no levantamento dos riscos existentes nessas áreas e na melhoria da informação para os usuários”, disse.

Mais Recentes da CNN