São Paulo anuncia abertura de 700 novos leitos exclusivos para Covid-19

Leitos serão abertos até o dia 6 de fevereiro, sendo 434 de enfermaria e 266 de UTI

Tiago Tortellada CNN*

Ouvir notícia

O governo de São Paulo anunciou, na tarde desta quarta-feira (26), a abertura de 700 leitos exclusivos para Covid-19 no estado até o dia 6 de fevereiro.

Serão 266 leitos de UTI e 434 de enfermaria, em hospitais estaduais de todas as regiões.

De acordo com o governador João Doria, o foco está nos leitos de enfermaria, pois a vacinação tem ajudado a evitar o desenvolvimento de casos graves da Covid.

Na região da Grande SP, serão 234 enfermarias e 91 vagas de leitos de terapia intensiva.

Jean Gorinchteyn, secretário estadual de Saúde, disse que também poderá haver ajuda no financiamento de novos leitos para os municípios que abrirem vagas.

O secretário afirmou que, nos últimos 14 dias, houve aumento de 98% nas internações. Nas últimas três semanas, esse índice cresceu 152%.

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado é de 68,67%, e na Grande São Paulo, 73,42%.

São 7.324 pessoas internadas em enfermarias e 3.633 em terapia intensiva.

Paulo Menezes, coordenador do Comitê Científico de São Paulo, disse que a avaliação é de que, no momento, não há necessidade de novas medidas restritivas, mas, sim, da expansão de leitos para Covid.

De acordo com a USP e a Unesp, a capital paulista atingiu o maior nível de transmissão do coronavírus desde o início da pandemia: 1,79. Isso signigica que 100 pessoas infectadas podem transmitir o vírus para outras 179.

Ainda assim, Menezes afirmou que já existem sinais de que a velocidade de aumento de internações está diminuindo, o que mostra que, possivelmente, o pico da transmissão da Ômicron no estado pode ser atingido nas próximas semanas.

Eduardo Ribeiro, secretário executivo da Secretaria de Saúde de São Paulo, disse que foi enviado um ofício ao ministério da Saúde para ativação de novos leitos.

*com informações de Carolina Figueiredo, da CNN

Mais Recentes da CNN