São Paulo: Prefeitura libera ocupação máxima e acaba com restrição de horário no comércio

Decreto do prefeito Ricardo Nunes (MDB) também encerra o distanciamento mínimo; uso de máscara de proteção e comprovante de vacinação permanecem obrigatórios

São Paulo reduz restrições contra Covid-19; uso de máscara segue obrigatório
São Paulo reduz restrições contra Covid-19; uso de máscara segue obrigatório Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Murillo FerrariJulyanne Jucáda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), diminuiu nesta quinta-feira (28) por meio de um decreto as medidas de restrição adotadas na cidade para conter o avanço da Covid-19.

Segundo a decisão publicada no Diário Oficial do município, foram revogadas as restrições para ocupação, horário de funcionamento e o distanciamento mínimo entre pessoas para todos os estabelecimentos públicos e privados na cidade.

Ainda continuam em vigor, no entanto, a obrigatoriedade de utilização de máscaras e a apresentação do passaporte da vacina, comprovando a imunização contra o coronavírus.

No decreto, Ricardo Nunes diz que a decisão é justificada “considerando o avanço da vacinação contra a Covid-19, com grande participação da população, que transformou o Município de São Paulo na Capital da Vacina” entre as cidades com mais de 1 milhão de habitantes.

Ele afirma também que foi considerando a redução das internações, casos e óbitos em decorrência do coronavírus e as diretrizes estabelecidas pelo governo do estado no seu programa de retomada segura.

Mais Recentes da CNN