Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Secretário de Segurança pede a Castro troca do comando da PM no RJ

    No lugar do coronel Luiz Henrique Marinho Pires entraria o coronel Ranulfo Souza Brandão Filho

    O coronel Luíz Henrique Marinho Pires, Secretário de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, pode deixar o cargo nas próximas horas
    O coronel Luíz Henrique Marinho Pires, Secretário de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, pode deixar o cargo nas próximas horas Reprodução/Instagram

    Isabelle Salemeda CNN

    O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Victor Santos, pediu ao governador Cláudio Castro (PL) nesta quinta-feira (11) a troca no comando da Polícia Militar do estado.

    O pedido foi por meio de um ofício enviado ao governador. Sem justificar o motivo da mudança, Santos recomendou que o novo titular da Polícia Militar seja o coronel Ranulfo Souza Brandão Filho Santos.

    Segundo o site da corporação, Brandão Filho está atualmente lotado no Comando de Operações Especiais (COE), que é responsável por cinco unidades: o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), de Choque (BPChq), de Ações com Cães (BAC), Grupamento Aeromóvel (GAM) e o Centro de Instrução Especializada e Pesquisa Policial (CIEsPP).

    Castro ainda não teria respondido oficialmente. Para que aconteça a exoneração de Marinho Pires e troca de comando é necessária a publicação em Diário Oficial, o que não ocorreu até o início da tarde desta quinta.

    Procurado, o governo do Estado ainda não se manifestou.

    O coronel Luiz Henrique Marinho Pires tem mais de 30 anos na PM e ocupa o cargo de secretário da corporação desde agosto de 2021. Antes disso, foi chefe do Estado Maior Geral (EMG), comandante do 1º Comando de Policiamento de Área (CPA) e de Batalhões.

    Marinho Pires foi também o responsável pelo planejamento operacional de segurança para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, e para a realização dos Jogos Panamericanos na capital fluminense em 2007.

    A CNN também aguarda posicionamento da PM.