Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ser feliz, aprender e compartilhar

    Ensinamentos de Abilio Diniz em sua passagem pela CNN

    Ellen Nogueirada CNN

    Abilio Diniz é força, determinação e amor. Sempre quisemos tê-lo por perto aqui na CNN. Até que um dia, ele fez uma visita. E foi amor à primeira vista: unimos nosso jornalismo com a potência da sua personalidade. E nasceram os programas Olhares Brasileiros e Caminhos.

    Fui responsável pelas temporadas de Caminhos, aqui na CNN. E como sou grata. Foram tantas aulas. Queríamos mostrar como nosso país poderia crescer, ouvindo grandes líderes.

    A cada programa, Abilio trazia muito conhecimento, mas com uma humildade ímpar, ouvindo o entrevistado e dando também seu relato. E, sempre no final, perguntava ao público: e você, qual seu papel nisso, como podemos fazer nossa parte para esse país melhorar?

    Recebemos os maiores empresários do Brasil, de todos os setores, e ouvimos os líderes da política, da economia e dos Estados. A disposição de Abilio era o que mais chamava a atenção. A sede pelo conhecimento, pelo aprendizado, a vontade de fazer melhor.

    Em um mesmo dia, gravamos um programa de manhã em Brasília e outro à tarde em São Paulo. Sempre ao lado de uma equipe aguerrida, fiel e talentosa que o acompanhava. Tudo, sempre, dava muito orgulho.

    Aqui, eu quero deixar um relato pessoal. Abilio me trouxe uma força que eu não sabia mais que existia em mim mesma. Sempre quando chegava, me dava um beijo e perguntava como eu estava, como tudo poderia ser melhor. E sempre me dizia que eu tinha que ser feliz, aprender e compartilhar.

    Mesmo com a dor da morte do filho, João Paulo, em 2022, o propósito dele não mudou. Pelo contrário, veio mais força ainda. Ele sempre falava que tinha sorte de ter convivido mais de 50 anos com seu melhor amigo. Que isso nunca ninguém tiraria dele, essa felicidade. E que daria um abraço em algum momento nele, de novo. Ele tinha certeza disso.

    Abilio era um amigo. Quando eu vencia algum obstáculo, por mais simples que fosse, eu tinha que contar a ele. Falava toda orgulhosa que eu tinha conseguido superar uma meta, algo que ele sempre me ensinava. Tudo para ter uma qualidade de vida melhor. Após eu contar, ele respondia para eu valorizar esses momentos. E terminava com: celebre!

    Abilio me ajudou na minha formação. Dizia que tudo tinha a ver com gestão. E lá fui eu, com todo orgulho do mundo, aprender no curso dele na FGV (Fundação Getúlio Vargas). Gestão humana sobre ser feliz, aprender e compartilhar, seu mantra.

    Abilio, obrigada por tanto. Por me ensinar, acreditar e nos honrar aqui na CNN. Eu sempre vou carregar você dentro do meu coração, da minha formação…. da minha vida. E nossos caminhos estarão sempre cruzados, de alguma forma. Dê o abraço no seu filho, celebre seu legado. Por aqui, ele será eterno.