Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Servidor da Funai é baleado em operação contra invasores de terra indígena no Pará

    Duas viaturas da Polícia Rodoviária Federal foram atingidas por disparos

    Basília Rodriguesda CNN

    Equipes da Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF-PA) foram alvo de tiros durante uma ação de retirada de invasores de terras indígenas, em São Félix do Xingú, no Pará. O caso aconteceu na noite dessa segunda-feira (4). Um servidor da Funai foi baleado no tornozelo, mas sem risco de morte.

    As terras Apyterewa estão entre as mais desmatadas da região amazônica. Até agora, ninguém foi preso.

    De acordo com informações da PRF, a abordagem se deu em três pontos diferentes de uma estrada que corta a região. Houve disparos contra as viaturas que foram revidados pelos agentes da polícia. Duas viaturas foram atingidas. Nenhum policial foi baleado.

    O ministro em exercício dos Povos Indígenas, Eloy Terena, classificou a situação como um emboscada.

    “Na noite de ontem, servidores públicos federais (Funai e PRF) foram emboscados durante operação de destruição na TI Apyterewa. Os agentes estão no território representando o Estado brasileiro e merecem todo apoio e solidariedade”, escreveu em uma rede social.

    A ação da Funai e da PRF ocorreu após liberação do Supremo Tribunal Federal para uso de força policial durante a retirada de invasores. A decisão foi do presidente da corte Roberto Barroso que, na semana passada, reverteu entendimento anterior dado pelo ministro Nunes Marques.