Situação era previsível e ocorreu por falta de planejamento, diz procurador

"Posso afirmar que há responsáveis nos três níveis da federação, mas uma investigação nessa frente é demorada e exige cuidado,” disse Igor Martins

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O procurador do Ministério Público do Amazonas Igor Martins será um dos encarregados de investigar as causas e culpados do colapso do sistema de saúde do estado. Em entrevista para a CNN, ele afirmou que há culpados pelo caos nos três entes da federação.

“Precisamos nos questionar porque chegamos nesta emergência. As razões fogem das desculpas como as de que o estado está em época chuvosa ou por conta da variante mais transmissível do vírus. Isso aconteceu por  falta de planejamento em uma situação que era previsível. As lições de 2020 não foram aprendidas,” disse o procurador.

“Estamos buscamos a responsabilização da tragédia. Posso afirmar que há responsáveis nos três níveis da federação, mas uma investigação nessa frente é demorada e exige cuidado.”

O procurador reiterou a previsibilidade do problema citando aumento de casos de Covid-19 em novembro e dezembro, além de criticar a falta do fortalecimento no sistema de saúde no Amazonas.

“Desde o começo de dezembro os números de infecções já subiam e tendiam a aumentar porque as medidas de isolamento foram relaxadas, o resultado não poderia ser outro. Órgãos de execução em todos os níveis foram alertados e cobrados para fortalecer o sistema de saúde e isso não aconteceu.”

Cemitério de Vila Formosa, na zona leste de São Paulo
Cemitério de Vila Formosa, na zona leste de São Paulo, continua com número elevado de sepultamentos em meio à pandemia da Covid-19
Foto: Antonio Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo (18.dez.2020)

 

Mais Recentes da CNN