Sobe para 4.400 o número de brasileiros ilhados no exterior

Brasileiros embarcam no aeroporto da Cidade do Panamá em voo fretado pelo Itamaraty
Brasileiros embarcam no aeroporto da Cidade do Panamá em voo fretado pelo Itamaraty Foto: Divulgacao/ Itamaraty

André Spigariol

Da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

Aumentou para 4.400 o número de brasileiros que entraram na fila do Ministério das Relações Exteriores (MRE) para serem repatriados em virtude da pandemia do novo coronavírus. A CNN apurou que, em apenas quatro dias, o grupo de assistência consular do Itamaraty registrou um aumento de 42% na fila. 

Na última quinta-feira, total chegava a 3.100, mas a Europa acrescentou 1747 novos casos à lista, o que contribuiu para o aumento da fila, ainda que outras regiões tenham observado redução no número de brasileiros buscando assistência do governo para retornar ao Brasil. Fontes diplomáticas relataram à CNN que Portugal foi o país que mais contribuiu com o aumento.

Então, 3.313 brasileiros em 19 países da Europa ainda esperam suas repatriações. Outras 481 pessoas estão espalhadas por 14 nações na Ásia e na Oceania. Na América do Sul, são 436 brasileiros em 4 países. Outros 254 cidadãos aguardam repatriação em 14 países do Oriente Médio. Completam a lista, ainda, 80 brasileiros em 23 países da África e 77 pessoas em duas nações das Américas Central e do Norte. 

Ao todo, 19,3 mil pessoas já foram trazidas de volta ao Brasil com o apoio das embaixadas e consulados espalhados pelo mundo. Em coordenação com outros ministérios, como o Turismo e a Defesa, o Ministério das Relações Exteriores tem oferecido voos fretados para repatriar brasileiros ilhados em locais sem disponibilidade de voos comerciais convencionais. A rede de assistência consular brasileira atua ainda para liberar o espaço aéreo para voos de repatriação e negocia a realização de novos voos com companhias aéreas.

Tópicos

Mais Recentes da CNN