Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    SP implementará tornozeleira eletrônica para rastrear agressores de mulheres

    Medida visa coibir crimes contra mulheres vítimas de violência doméstica e familiar

    Foto: Nino Carè/Pixabay

    Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

    Um termo de cooperação assinado entre o Tribunal de Justiça e o governo de São Paulo, nesta quinta-feira (22), irá viabilizar o uso de tornozeleira eletrônica em agressores de mulheres. O dispositivo também terá o objetivo de alertar a proximidade do agressor para prevenir, impedir e gerar punição a quem praticar violência doméstica contra a mulher. 

    O termo estabelece que o governo do estado de São Paulo será responsável pela compra, manutenção, instalação e monitoramento das tornozeleiras eletrônicas. O estado também deverá se responsabilizar pela unidade portátil de rastreamento, que ficará com as vítimas para que seja acionado, caso o agressor invada o limite de proteção.

    “Em 2019, a cada uma hora, 536 mulheres foram vítimas de agressões no Brasil.A assinatura desse termo será um passo importante e eficaz no combate à violência contra a mulher”, disse o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, ao citar dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

    Um grupo composto por representantes do estado e do TJSP irá executar o projeto, que terá a participação de representantes das Secretarias de Governo, Justiça e Cidadania, Administração Penitenciária, Segurança Pública e da Procuradoria Geral do Estado.