Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suspeito de matar agente da Força Nacional é preso no Rio

    Eduardo Santa Rita Carvalho se entregou na sede da Polícia Federal

    Rafaela Cascardoda CNN

    O suspeito de balear e matar um agente da Força Nacional na Vila Valqueire, Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi preso nesta quarta-feira (29). Segundo a Polícia Civil, Eduardo Santa Rita Carvalho se entregou na sede da Polícia Federal, na Zona Portuária, sendo encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Capital, na Barra da Tijuca, Zona Oeste.

    Após a realização de perícia no local do crime, foi possível identificar o autor. A Polícia afirma que os agentes realizaram diversas diligências para localizar o homem e que, por conta deste cerco, se entregou.

    Segundo as investigações, Eduardo atirou em Edmar Felipe Alves dos Santos, de 36 anos, na noite desta terça-feira (28), durante uma fuga. O agente da Força Nacional tentou intervir em uma briga de casal.

    Após escutar tiros na casa ao lado de onde estava hospedado desde outubro, Edmar saiu armado e acabou sendo baleado pelo suspeito. Ele chegou a ser levado pelos Bombeiros para o Hospital da Aeronáutica no Campo dos Afonsos, em Marechal Hermes, na Zona Norte, mas não sobreviveu. Uma segunda pessoa também foi baleada e socorrida para uma unidade de saúde.

    Edmar era policial militar de Alagoas desde 2020 e veio ao Rio de forma voluntária para reforçar a atuação da Força Nacional. O corpo dele já foi liberado do Instituto Médico Legal do Rio, com previsão de chegada no fim da noite desta quinta no Aeroporto Zumbi dos Palmares, em Alagoas. Em seguida, será feito um cortejo até o local do velório, no Parque das Flores, onde também ocorrerá o enterro.

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública lamentou, por meio de nota emitida na manhã desta quarta-feira (29), a morte do policial.