Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suspeito de matar soldado da Rota com tiro no rosto é preso em Minas Gerais

    Kaique Coutinho do Nascimento, conhecido como Chip, teve a identidade divulgada na quinta-feira passada (8); a informação da prisão foi publicada nas redes sociais do Secretário de Segurança Pública de SP, Guilherme Derrite

    Rafael Villarroelda CNN*

    São Paulo

    A Polícia Militar de Minas Gerais prendeu na tarde desta quarta (14), em Uberlândia, Kaique Coutinho do Nascimento, de 21 anos, conhecido como Chip, suspeito de matar o soldado da Rota Samuel Wesley Cosmo, morto no último dia 2, durante patrulhamento no bairro Bom Retiro, em Santos.

    A informação foi divulgada pelo Secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, por meio das redes sociais.

    “Recebi a informação de que nossos irmãos da Polícia Militar de Minas Gerais acabam de prender o criminoso Kaique Coutinho do Nascimento, vulgo Chip, apontado como assassino do Soldado Cosmo. Obrigado aos policiais por essa importante prisão”, disse o líder da pasta.

    Uma câmera corporal instalada no uniforme de Samuel flagrou o momento em que ele é atingido. A imagem mostra o policial em patrulhamento em vielas, quando é surpreendido por um criminoso, que sai de uma porta e dispara contra ele.

    “Chip” teve a identidade divulgada pela Polícia Civil de São Paulo, durante entrevista coletiva na última quinta-feira (8) no gabinete da pasta, montado em Santos, após a onda de violência contra agentes do Estado.

    Polícia identificou suspeito de matar soldado da Rota em Santos e ofereceu recompensa para informações sobre “Chip” / SSP

    A Secretaria de Segurança Pública ofereceu recompensa de R$ 50 mil para quem fornecesse informações que ajudassem a localizar o foragido.

    Segundo disse Derrite na última quinta (8), a identidade do suspeito foi informada à polícia por meio de outro jovem, que tem um apelido semelhante ao de “Chip”.

    “Um indivíduo se apresentou voluntariamente, com a presença de um advogado, pois o apelido de ambos era parecido”, explicou.

    Derrite informou a prisão de Chip pelas redes sociais / Reprodução

    Ainda de acordo com Derrite, “Chip” tem antecedentes criminais por tráfico de drogas e como “menor infrator”.