Temperaturas negativas atingem sul e sudeste; RS tem sensação térmica de -20ºC

Passagem de massa de ar polar derruba temperaturas nas regiões a partir desta quarta-feira

Camila Neumam, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A massa de ar polar que atinge o país nesta quarta-feira (28) já acarreta temperaturas negativas no sul do país, com sensação térmica de até -20 °C na região da serra gaúcha. As temperaturas abaixo de zero devem se intensificar entre quinta (29) e sexta-feira (30) no sul e sudeste do país, mais especificamente nas áreas de maior altitude do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo, afirmou a meteorologista Estael Sias, à CNN em entrevista ao jornal Novo Dia.

“A parte mais forte dessa massa de ar polar ainda está longe de chegar ao sul do Brasil, ela vai avançando ao longo da quinta e sexta-feira. Hoje já temos o começo da atuação deste sistema”, afirmou.

Segundo a meteorologista, o Rio Grande do Sul é o estado mais atingido por temperaturas negativas, mas regiões de maior altitude de Santa Catarina e do Paraná também já apresentaram temperaturas negativas hoje. 

“Já tivemos hoje -5°C no Rio Grande do sul. Em Bom Jardim da Serra (RS), -7,8 °C, com rajadas de vento de 70 km/h, e sensação térmica ao ar livre de -20°C. Como é uma região de 1.800 metros de altitude, o clima é extremo. General Carneiro (PR) apresentou -4,8°C hoje de manhã”, disse.

Segundo Sias, a massa de ar polar vai trazer não somente o frio, mas também fenômenos típicos de inverno, como neve e geadas, principalmente no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, com possibilidade de acumulação de neve em São Francisco de Paula (RS), São José dos Ausentes (RS), Vacaria (RS), Urupema (SC), Bom Jardim da Serra (SC) e São Joaquim (SC), além da previsão de precipitação invernal e neve no sul do Paraná.

“É uma massa de ar polar que vai concorrer com as principais ondas de frio deste século, e uma das mais intensas, que vai trazer o frio e a neve para os municípios de maior altitude. Talvez até surpreenda em outras áreas que não costuma ocorrer. Vamos ficar entre as cinco maiores marcas do ano 2.000 para cá”, afirmou.

Segundo a meteorologista, há previsão de forte geada no começo da manhã de quinta e sexta-feira e a geada negra poderá se formar nos estados do sul. O fenômeno preocupa por ser responsável por prejuízos no setor agrícola no sul e sudeste, afirmou Sias.

SP: Menor temperatura em 27 anos

Na capital paulista, uma queda brusca de temperatura na sexta-feira prevê temperatura de 3°C no Mirante de Santana e até temperaturas negativas no extremo sul da cidade. Evento que, se confirmado, pode significar a temperatura mais baixa da cidade em 27 anos.

“Em São Paulo, na capital paulista, poderemos ter mínima de 3°C na sexta, o que não acontece desde 1994”, disse.

As regiões da serra da Mantiqueira, de Campos do Jordão (SP) e da Serra de Itatiaia podem chegar a -3 °C e -4 °C na sexta, afirmou.

Mais Recentes da CNN