Tendência é de chuvas acima da média em outubro e novembro, diz meteorologista

Por enquanto, as chuvas permanecerão irregulares e mal distribuídas em boa parte do país

Produzido por Alvaro Gadelha*da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A primavera será marcada pela retomada das chuvas e, de acordo com a meteorologista da Climatempo Daniela Freitas, elas cairão de forma mais volumosa à medida que a estação avançar.

“[As chuvas] vão se regularizando, principalmente, na segunda quinzena [de outubro]. A tendência é que as chuvas fiquem acima da média, especialmente nos meses de outubro e novembro, em boa parte do país, mas lá para dezembro, já caminhando para perto do verão, a gente deve ter uma irregularidade desta chuva, principalmente em áreas do centro-sul do país.”

As chuvas se tornam irregulares como consequência dos efeitos da la-niña nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, quando ocorre o resfriamento das águas do pacífico equatorial.

Este início de estação será marcado, também, por elevações de temperatura repentinas, que provocarão sensação de calor excessivo em alguns locais. “À medida que vamos entrando na primavera, as chuvas vão se regularizando e estes picos de calor vão sendo cada vez menos frequentes”, explica Daniela.

A meteorologista ressalta que, até meados de outubro, as chuvas serão mal distribuídas e não contribuirão para a regularização dos níveis de reservatório de água. Ainda assim, após a retomada das chuvas, deve levar um tempo até que os níveis se elevem.

“A tendência é que as chuvas comecem a regularizar principalmente na segunda quinzena de outubro, mas ainda leva cerca de um mês até que os reservatórios se estabilizem e comecem a subir o nível.”

Ainda de acordo com a meteorologista, na região Sul do Brasil, a tendência é que as chuvas de primavera e verão fiquem abaixo da média.

FRIO SÃO PAULO
Chuva em São Paulo / ESTADÃO CONTEÚDO

* (supervisionado por Elis Franco)

Mais Recentes da CNN