Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ‘Tinham armamento poderoso’, diz porta-voz da PM sobre tiroteio em Botucatu

    Quadrilha atacou bancos e base da PM no interior

    A cidade de Botucatu, no interior do estado de São Paulo, localizada a cerca de 175 quilômetros da capital, registrou episódios de violência durante a noite dessa quarta-feira (29) e a madrugada desta quinta (30). Ao menos três agências bancárias foram atacadas por criminosos e houve trocas de tiros. As ações, que começaram por volta das 23h30, duraram cerca de três horas.

    Em entrevista à CNN, na manhã desta quinta-feira (30), a capitã Aline Camargo, porta-voz da Polícia Militar de São Paulo, afirmou as buscas estão sendo realizadas em uma região de mata e que o armamento utilizado era de poderio de guerra.

    “A gente já tem recolhidas algumas cápsulas de fuzis. Foram localizados  mais de cinco armamentos deste tipo nos veículos. É um armamento poderoso e forte. Eles utilizaram um armamento de guerra. Por isso, a polícia agiu muito rápido e conseguiu impedir a ação”, disse.

    Assista e leia também:

    Bombeiros controlam incêndio causado por suspeito de tentar fraudar seguro

    A militar explicou o trabalho dos agentes durante a ocorrência no interior de São Paulo. Neste momento, a equipe faz buscas em uma região de mata.

    “A ação em Botucatu se iniciou ontem por volta das 23h30, durou cerca de 2 horas, teve fuga e confronto com os policiais militares. Neste momento a equipe está em uma região de mata perto da cidade porque, após o confronto, os indivíduos abandonaram o veículo e entraram na mata. Portanto, há possibilidade de estarem por lá”, explicou. 

    Neste momento, de acordo com a porta-voz, a situação na cidade está normalizada e a equipe da corporação está atenta  às novas informações para auxiliar nas buscas.

    “A cidade, no perímetro urbano, já está em uma situação normalizada. Porém, é importante que em caso de qualquer nova informação, a população avise a polícia militar através do 190. O policiamento está concentrado na região”, finalizou.