Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tony Blair é destaque no segundo dia da Conferência Internacional Amazônia e Novas Economias

    Ex-primeiro-ministro britânico abordou a transição energética em sua fala, indicando também que o Brasil pode obter resultados positivos na reunião do G20

    Da CNN

    A Conferência Internacional Amazônia e Novas Economias, que acontece em Belém, no Pará, teve como um dos destaques nesta quinta-feira (31) a palestra do ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair.

    Blair abordou o tema da transição energética e indicou que o Brasil pode obter resultados positivos na reunião do G20, agendada para o próximo ano.

    A gerente do Instituto Brasileiro de Mineração, Claúdia Salles, enfatizou que Blair definiu o tom do evento ao discutir temas relacionados à cultura e à Amazônia.

    “Respeito as culturas ancestrais, respeito, valor e ética as pessoas que estão aqui e aquelas que passaram. E como a gente pode colaborar para promover essa sustentabilidade, promover o desenvolvimento sustentável dessa região que é uma potência e centro do debate”, citou Salles.

    O ex-secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) Ban Ki-moon também foi uma das atrações da conferência na quarta-feira (30). Ele demonstrou preocupação com a emergência climática e celebrou a realização da COP30 na Amazônia.

    Além das palestras principais, a conferência apresenta exposições de negócios e conta com a participação de especialistas e líderes.

    A elaboração de uma agenda verde de curto a longo prazo é uma das metas do evento, com esforços concentrados em unir iniciativas entre os setores público, privado e a sociedade civil.

    Para Júlio Nery, diretor sustentável do Instituto Brasileiro de Mineração, “o debate tem que ser na Amazônia”.

    “A gente entende que o Brasil, por ser o país que tem maior territorialidade na Amazônia, ele tem que liderar essa discussão. Mas ele não pode deixar de envolver os seus vizinhos. Seja Colômbia, Equador, Peru e os outros países que tem também participação nesse bioma, que é tão importante e que hoje é foco de atenção no mundo”, explicou Nery.

    Ao todo, serão realizadas 180 palestras distribuídas em quase 30 painéis distintos. Todas as discussões realizadas têm como foco os avanços e o fortalecimento de soluções que conciliem o desenvolvimento econômico, a redução das desigualdades e a preservação da Floresta Amazônica.

    Veja também: Projeto levará conteúdo sobre Amazônia para escolas

    *Publicado por Douglas Porto