Uruguaiana registra temperatura mais alta no Rio Grande do Sul desde 1986

Cidade gaúcha marcou 42,1°C; capitais do Sul e Sudeste também tiveram recordes de temperatura nesta semana

Cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul
Cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul Eduardo Rocha/Prefeitura de Uruguaiana

Tiago Tortellada CNN

Ouvir notícia

A cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, registrou 42,1°C nesta quinta-feira (20), a maior temperatura no estado em quase 40 anos.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), essa é a temperatura mais alta em toda a região Sul em 2022, até o momento, e também o 5° maior valor já registrado no RS em toda a série histórica.

A última vez em que houve uma temperatura maior que essa no estado foi em 1986 e 1963, com 42,2°C.

Maiores temperaturas registradas no Rio Grande do Sul pelo Inmet:

  • 42,6°C – Jaguarão, em 01/01/1943
  • 42,4°C – São Luiz Gonzaga, em 16/01/1943
  • 42,2°C – Uruguaiana, em 27/01/1986
  • 42,2°C – Iraí, em 03/01/1963
  • 42,1°C – Uruguaiana, em 20/01/2022
  • 42,0°C – Pelotas, em 01/01/1943
  • 41,9°C – Campo Bom, em 16/11/1985

Desde 27 de janeiro de 1986, o estado do Rio Grande do Sul não apresentava uma temperatura máxima diária igual ou superior a 42,0°C. Esse também é o 9° dia consecutivo em que o estado registra temperaturas iguais ou maiores a 40°C.

Outras cidades e capitais da região Sul e Sudeste também tiveram as maiores temperaturas do verão de 2022, de acordo com a ClimaTempo.

Na quarta-feira (19), o termômetro no Mirante de Santana, em São Paulo, marcou 33,7°C. Curitiba igualou o maior valor para janeiro também na quarta: 31,6°C.

Em Florianópolis, com 34,8°C – maior temperatura em dois anos -, Brasília, com 29,8°C, e no Rio de Janeiro, com 38,2°C, a marca de dia mais quente do ano também foi batida.

Mais Recentes da CNN