Maia diz que Câmara está dividida sobre adiamento das eleições

Presidente da Câmara dos Deputados afirma que prefeitos pressionam para a manutenção do calendário e que conversas prosseguirão

Larissa Rodrigues, da CNN, em Brasília
18 de junho de 2020 às 16:52
Rodrigo Maia diz que continuará conversas sobre o adiamento das eleições
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-AP), participou de uma live na tarde desta quinta-feira (18) voltada para o público jovem. Durante sua fala, Maia comentou a possibilidade de adiamento das eleições municipais de outubro devido à pandemia do novo coronavírus.

“Aqui na Câmara está dividido. Há pressão de prefeitos para o não adiamento, então vamos continuar conversando. Eu acho que em novembro não vai estar resolvido o problema do vírus, mas vai ter a probabilidade menor do vírus expandir. Já o Senado tem maioria apoiando o adiamento”, explicou o democrata.

Leia também:

TSE divulga nova divisão do Fundo Eleitoral; PT e PSL seguem com maiores fatias

Ainda segundo o presidente da Câmara, atualmente a Casa tem tido um “papel de independência” junto ao atual governo federal e atuado para manter a independência entre os poderes. “Sem democracia não teremos condições de avançar e gerar prosperidade. Que possamos melhorar esse diálogo, porque vamos caminhar para uma taxa de desemprego no país devido à pandemia e precisamos trabalhar para tentar diminuir os impactos econômicos”, afirmou.

O parlamentar ainda defendeu a necessidade do isolamento social para interromper a propagação da doença e cobrou empenho para que mais pessoas sejam testadas no país. “Testar a população, testar o maior número de pessoas para facilitar as decisões para os poderes. É isso que precisamos fazer”, completou.